Publicação periódica dedicada a identificar sinais e tendências, antecipar impactos e prospectar cenários futuros, o Radar Solos é uma iniciativa do Observatório de Solos, parceria da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (SIRE) com a Embrapa Solos. Tem como proposta publicar, semestralmente, textos prospectivos de profissionais de toda a Empresa e, também, de parceiros do setor público e privado a fim de traçar as rotas para os desafios de inovação da pesquisa agropecuária e auxiliar na identificação de onde é necessário atuar de forma articulada.

A apresentação do primeiro número do periódico foi feita pelo chefe de P&D da Embrapa Solos, Daniel Vidal Pérez, e pela analista da SIRE, Lívia Abreu Torres, durante live realizada pela Unidade em comemoração pelo Dia Mundial do Solo.

Uma das coordenadoras científicas da publicação, Lívia destacou que o lançamento de uma publicação com periodicidade fixa dedicada especificamente a estudos de futuro é mais um passo da Embrapa no sentido de consolidar uma cultura prospectiva, que implica o monitoramento sistemático do ambiente em busca de informações e de indícios sobre cenários possíveis.

“Isso nos leva a ampliar o olhar de presente, de curto prazo para o médio e o longo prazos o que nos permite tomar melhores decisões no presente”, acredita. “Foi um grande aprendizado para todos transformar a captação de sinais em tendências e sinalizar desafios e oportunidades futuras. Espera-se que os próximos números da série sejam tão instigantes como o primeiro”, complementa.

A primeira edição do Radar Solos reflete a importância do tema, indiscutivelmente multidisciplinar e transversal na Empresa: são 15 textos de 21 autores vinculados a 9 Unidades diferentes da Embrapa, apresentando um olhar plural sobre o assunto tratado, exatamente como devem ser os estudos de futuro. Trazem análises de tendências mas sobretudo identificação e análise de sinais.

O informativo está disponível gratuitamente, na íntegra, no site da Embrapa Solos e nos perfis institucionais da Unidade em redes sociais. Também foi publicado no Fórum do Agropensa para os observatórios da Rede de Conhecimento da Embrapa e encaminhado para um mailing list de parceiros da Embrapa Solos com quase 2 mil inscritos.

Entre os temas do número de lançamento abordados em interlocução com os estudos sobre solos estão: segurança alimentar, geotecnologias aplicadas ao manejo e conservação do solo e da água, mudanças climáticas, governança de dados, BioAS (nova tecnologia de bioanálise de solos), microbioma, convergência de tecnologias espaciais, inteligência artificial e computação,  bioeconomia e a profunda relação do homem com o solo.

Acesse aqui o primeiro número do Radar Solos.

Próximas edições

Para os próximos números, especialistas podem ser convidados pela Embrapa Solos para escrever sobre determinado assunto ou receber sugestões espontâneas.  O objetivo principal é promover o avanço das discussões e análises em temáticas emergentes, que estão na fronteira do conhecimento, além de apresentar informações novas (produtos, projetos, tecnologias, políticas, problemas, entre outros eventos) com potencial de causar importantes mudanças nos próximos anos.

Lívia esclarece que o Radar Solos é um espaço para falar do futuro da ciência do solo e da água aberto a toda a sociedade. Nesse sentido, serão bem-vindos textos da academia, setor público e privado, de peritos, tomadores de decisão, entre outros.  Mas eles vão passar por um crivo técnico pois a publicação precisa trazer uma tendência ou sinal e uma breve análise mostrando o seu possível impacto nos próximos 10 anos.

Além do corpo técnico da própria Embrapa, o público alvo da publicação são empresas e profissionais que atuam diretamente com a temática solos e água, parceiros e stakeholders do setor agro.

Como publicação dedicada a estudos prospectivos que integram a rede de inteligência estratégica da Embrapa (Agropensa), o informativo é um espaço diferenciado, de olhar para o futuro, onde é possível fazer análise exploratória não apenas de eventos consolidados, mas falar também desses “sinais fracos”, indícios que, observados com atenção, são percebidos com potencial para causar importantes impactos no futuro da agropecuária.

Conforme destaca Petula Ponciano Nascimento, chefe da Embrapa Solos e uma das coordenadoras científicas da publicação em trecho da apresentação do primeiro número do periódico: “o Radar Solos tem como missão fomentar questionamentos e insights sobre o futuro da Ciência do Solo. Seu objetivo é promover análise de eventos que estão ocorrendo no presente e refletir sobre seus impactos e desdobramentos no futuro. Por meio da identificação de tendências e sinais de mudança, busca-se “olhar para frente”, estimulando o pensamento crítico e visões de longo prazo.”

Saiba mais: Live do Dia Internacional do Solo (apresentação do Radar Solos a partir de 1h28minutos)

Fonte: Embrapa

Texto originalmente publicado em:
Embrapa Radar Solos
Autor: Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (SIRE)

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.