O nematoide-das-lesões (Pratylenchus brachyurus) é uma praga que pode causar sérios danos a culturas agrícolas como soja, milho, algodão, feijão e outras mais. Uma praga de solo que ataca principalmente o sistema radicular das plantas, causando seu mau desenvolvimento e interferindo negativamente na produtividade das culturas.

Os sintomas típicos incluem a clorose de plantas (em reboleiras ou grandes extensões), plantas com pouco crescimento, na soja vagens pequenas e/ou mal formadas, murcha de plantas em dias quentes, além de lesões no sistema radicular das plantas (AGROBAYER BRASIL).

Figura 1. Sintomas típicos de áreas atacadas por nematoides-das-lesões.

Por se tratar de uma praga de solo, o controle dos nematoides é dificultado uma vez que há certa dificuldade para acertar o alvo. Alternativas como a utilização de plantas de cobertura com potencial de diminuição populacional e reprodutiva dos nematoides devem ser lavadas em consideração para o manejo da praga na entressafra.

Veja também: Uso de crotalária como alternativa no controle de nematoides.

Embora dificuldades sejam encontradas no controle do nematoide-das-lesões, estudos demonstram que é fundamental o manejo e controle da praga, uma vez que perdas de produtividade significativas podem ocorrer em decorrência do ataque da praga. Avaliando a população do nematoide-das-lesões no cultivo de soja e sua interferência na produtividade da cultura, FERRARI et. al, (2015) encontrara resultados que demonstram significativa redução da produtividade da soja com o aumento populacional da praga, principalmente quando observada a sucessão de cultivos de soja sobre soja, apresentando uma redução de produtividade de 19% quando comparado ao cultivo com ausência dos nematoides.



Figura 2. Relação entre produtividade da soja (BRS Valiosa RR) e a população de P. brachyurus nas raízes da cultura.

* equação significativa (teste F, p<0,05).
Fonte: FERRARI et. al, (2015).

O estudo conduzido por FERRARI et. al, (2015) demonstra a vulnerabilidade dos cultivos onde não há rotação de culturas, implicando em maiores danos do ataque nos nematoides á cultura e consequentemente diminuindo a produtividade, visto que em áreas onde a soja foi cultivada após o milho, os autores encontraram perdas de produtividade de 12%, ou seja, 7% a menos do que em áreas onde se cultivou soja após soja.

Visto a importância do controle da praga, cabe destacar que existem algumas ferramentas que auxiliam no controle da populações de nematoides, uma delas é o biocontrole. No trabalho intitulado “Biocontrole no manejo de Pratylenchus brachyurus na soja”, SANTOS et. al, (2019) avaliaram a eficiência de fungos no controle do nematoide-das-lesões. O trabalho foi publicado na Revista de Ciências Agrárias, p.776-785,  em 2019 e pode ser acessado na integra, para conferir todos os detalhes, clicando aqui.

Para compor os tratamentos, os autores utilizarão quatro espécies de fungos, (Beauveria bassiana, Trichoderma harzianum, Metarhizium anisopliae e Paecilomyces lilacinus), sob quatro formas diferentes de aplicação (na semente, no sulco, semente + sulco e cobertura), e duas testemunhas água e nematicida.

Além de avaliar características agronômicas como altura de planta, massa seca da parte aérea, massa fresca de raízes, comprimento de raízes e volume radicular, os autores avaliaram características relacionadas ao parasitismo dos nematoides como número de nematoides em 100cm-3 de solo, número de nematoides nas raízes e número de ovos.

Tabela 1. Número de nematoides juvenis na raiz e no solo e número de ovos na raiz de soja em função do uso de nematicida (nem) aplicado às sementes e de fungos nematopatogénicos em 4 formas de aplicação para controlo de Pratylenchus brachyurus; testemunha = água.

Fonte: SANTOS et. al, (2019).

Embora a os autores não tenham encontrado diferenças contrastantes entre a forma de aplicação dos bioprodutos, nota-se com base na tabela 1 que os diferentes fungos apresentaram resultados satisfatórios no controle do nematoide-das-lesões. Segundo SANTOS et. al, (2019), para a variável número de ovos na raiz, a redução promovida pelos tratamentos com os agentes biológicos foi estatisticamente igual ao nematicida, o que comprova a viabilidade desses produtos para uso no controle e redução na eclosão e motilidade de juvenis.

Embora SANTOS et. al, tenham obtido resultados que demonstram a eficiência de fungos no controle dos nematoides-das-lesões, cabe destacar que é necessário cautela para a utilização desses organismos no controle dos nematoides, uma vez que pode se tratar de organismos vivos, podem estar sujeitos a interferências de fatores ambientais como temperatura, umidade e pH do solo. Entretanto, o estudo demonstra que os fungos avaliados por SANTOS et. al, (2019) podem ser utilizados como alternativas no controle dos nematoides-das-lesões, servindo como complemento a outras práticas de manejo que possibilitem o controle e diminuição populacional da praga.

Confira o estudo completo clicando aqui!!!



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no Youtube

Referências:

AGRO BAYER BRASIL. NEMATOIDE-DAS-LESÕES. Agro Bayer Brasil, disponível em: <https://www.agro.bayer.com.br/alvos/nematoide-das-lesoes-pratylenchus-brachyurus#tab-4>, acesso em: 13/07/2020.

FERRARI, E. et. al. POPULAÇÃO DE Pratylenchus brachyurus NO CULTIVO DE SOJA SOBRE SOJA E SUA INFLUÊNCIA NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Resumos da IV Jornada Científica da Embrapa Agrossilvipastoril, 2015.

SANTOS, A. R. B. t. al. BIOCONTROLE NO MANEJO DE Pratylenchus brachyurus NA SOJA. Revista de Ciências Agrárias, p.776-785, 2019. Disponível em: <http://www.scielo.mec.pt/pdf/rca/v42n3/v42n3a21.pdf>, acesso em: 13/07/2020.

 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.