A descoberta de um agente herbicida, derivado naturalmente, com um novo modo de ação, identificado analisando os genomas dos fungos é a alternativa aos já tradicionais herbicidas, uma vez que os problemas com resistência estão aumentando. A descoberta foi relatada em 2018 na revista nature.

Os pesquisadores Yi Tang, Steve Jacobsen junto com seu grupo de pesquisa analisaram os genomas de fungos filamentosos. Muitos deles produzem compostos que ajudam na colonização e na morte de plantas, tornando-os uma fonte promissora de potenciais herbicidas.

Os autores procuraram especificamente compostos que tenham como alvo a di-hidroxiácido desidratase (DHAD), uma enzima metabólica que é a etapa final de uma via biossintética  essencial para o crescimento das plantas. Embora esta via seja o alvo mais comum do desenvolvimento de herbicidas – como não está presente em animais estes novos herbicidas seriam mais seguros a homens e animais – nenhum inibidor de DHAD natural que funciona em plantas foi previamente descoberto.

Os autores procuraram por conjuntos de genes biossintéticos que codificam um inibidor de DHAD, que eles identificaram através da cópia adicional de DHAD que fornece a auto-resistência que o fungo precisaria para sobreviver.



Em várias espécies de fungos, incluindo o fungo comum Aspergillus terreus, eles identificaram um desses grupos de genes que codifica enzimas que produzem o conhecido produto fúngico ácido aspártico. Os autores descobriram que esse ácido é de fato um inibidor da DHAD – e se mostrou eficaz como um herbicida aplicado por pulverização quando testado.

Para acessar o artigo original clique aqui.

Fonte: Adaptado do artigo original, publicado na revista Nature.

Tradução: Equipe Mais Soja


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.