InícioDestaqueLongevidade para as tecnologias Bt

Longevidade para as tecnologias Bt

Já há alguns anos, a biotecnologia se tornou uma importante ferramenta para a produção agrícola. Novas tecnologias, como as Bt’s em milho e soja, surgiram com o objetivo de aumentar a produtividade e a eficiência no campo, reduzir riscos, produzir alimentos mais nutritivos e melhorar a qualidade do produto, além de reduzir a aplicação de defensivos proporcionando mais rentabilidade, comodidade e qualidade de vida ao agricultor. Contudo, se as recomendações técnicas e o manejo adequado não forem realizados de forma eficiente, a tecnologia poderá perder a eficiência com o passar do tempo.

Presente no Encontro de Verão da Fazenda Experimental Coamo, o engenheiro agrônomo Diego Ferreira de Castro, do Detec da cooperativa, explica que a biotecnologia no Brasil existe há cerca de dez anos, sendo que em outros países já é utilizada há mais tempo, cerca de 20 anos. E mesmo sendo relativamente nova, segundo o agrônomo, as primeiras tecnologias lançadas já não dispõem da mesma eficiência e necessitam de um acompanhado mais rigoroso.

No Informativo Coamo de hoje, Castro orientou sobre como contribuir para preservação das biotecnologias.

Serviço: Para ouvir o programa que foi ao ar nesta manhã CLIQUE AQUI.

Fonte: Portal da Coamo, Informativo Coamo



Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares