InícioDestaqueMudanças Climáticas nas discussões sobre ciência do solo

Mudanças Climáticas nas discussões sobre ciência do solo

O manejo do solo é um desafio constante para a produção agrícola, especialmente diante das mudanças do clima. Nos últimos anos, a produção de grãos na Região Sul tem sofrido com cenários antagônicos: seca no verão e excesso de chuva no inverno. Os efeitos adversos do clima estão mobilizando pesquisadores que buscam no solo formas de mitigar perdas na agricultura. O assunto será pauta das discussões na XV Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo, que acontece em Passo Fundo, RS, de 15 a 17 de setembro.

O tema central escolhido para a XV Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo é “Sustentabilidade do Sistema Solo-Planta”. De acordo com os promotores do evento, através do Núcleo Regional Sul da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, tem crescido o interesse dos cientistas do solo em melhorar a qualidade do sistema produtivo, bem como assegurar a sustentabilidade da agricultura que vem sendo praticada.

Estudos voltados ao armazenamento de carbono no solo com redução na emissão de gases de efeito estufa, novos fertilizantes mais eficientes e com menor impacto ambiental, são resultados em constante aprimoramento pela ciência do solo.

Estratégias que armazenam o carbono no solo contribuem ainda para melhorar a qualidade física e biológica do solo, com redução da erosão e aumento da disponibilidade de água às plantas. “A Reunião é um espaço para ampliar o conhecimento do conjunto de práticas agrícolas que interferem nas propriedades do solo e na sustentabilidade da agricultura.

Além de compartilhar conhecimentos científicos, o evento também tem a intenção de melhorar a percepção dos cientistas de solo, extensionistas, consultores, agricultores e estudantes em relação à importância do sistema solo-planta para a sustentabilidade da agricultura”, explica o engenheiro agrônomo Pedro Escosteguy, da Comissão Organizadora da XV Reunião.

Muito além da teoria

A programação da XV Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo está dividida em palestras e apresentação de trabalhos científicos (pôsteres e painéis no Centro de Eventos da UPF), seguidas de atividades de campo e rodas de conversa para a troca de experiências entre os participantes (campo experimental da UPF e vitrine tecnológica da Embrapa Trigo).

Para o público estudantil, foi preparada uma programação pré-evento: a VI Competição Sul Brasileira de Solo. A atividade será coordenada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), nos dias 13 e 14/09, reunindo estudantes de graduação e de pós-graduação no desafio de identificarem os diferentes perfis de solo em trincheiras abertas no campo, além de ampliarem a percepção na relação solo-paisagem dos perfis analisados.

“O objetivo da competição é estimular os estudantes ao maior envolvimento com a ciência do solo, reforçando que o solo é a base da agricultura e se não houver um bom manejo e conservação deste recurso, a produção de alimentos e outros serviços ecossistêmicos prestados pelo solo ficam comprometidos”, afirma o pesquisador da Embrapa Trigo, André Amaral.

A programação completa da XV Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo e da VI Competição Sul Brasileira de Solo está no site https://www.rsbcs2024.com.br. O prazo para a submissão de trabalhos científicos é 2 de junho. O evento é promovido pelo Núcleo Regional Sul da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo e organizado em conjunto com a Universidade de Passo Fundo (UPF) e a Embrapa Trigo.

Fonte: Joseani M. Antunes/Embrapa Trigo



 

FONTE

Autor:Joseani M. Antunes/Embrapa Trigo

Site: Embrapa

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares