InícioDestaqueSementes nocivas toleradas e proibidas

Sementes nocivas toleradas e proibidas

Saiba quais são as sementes nocivas toleradas e proibidas na produção de sementes.

Você sabia que na produção, comercialização e transporte de sementes existe uma série de sementes que são proibidas?

Essa relação de sementes nocivas toleradas e proibidas estão relacionadas na Instrução Normativa N°46, de 24 de setembro de 2013.

No texto de hoje vou relacionar para vocês as sementes de espécies que não podem estar presentes nos lotes de sementes comercializados.

No geral, são sementes de plantas daninhas muito agressivas e prejudiciais às culturas de interesse. 

Um exemplo de semente que não pode estar presente em lotes de arroz, é a de arroz vermelho.

O arroz vermelho é muito difícil de controlar, pois é morfologicamente igual ao arroz, isso dificulta o controle.

Tubérculos de tiririca em substrato de mudas inviabiliza sua comercialização. Isso, porque, a tiririca está entre as dez piores plantas daninhas do mundo, sendo muito difícil o seu controle.  

Sementes Nocivas Toleradas

Família Nome científico Nome comum
Asteraceae Acanthospermum australe (Loefl.) Kuntze

Acanthospermum hispidum DC.

Ambrosia artemisiifolia L.

Anthemis cotula L.

Artemisia vulgaris L.

Bidens pilosa L.

Bidens subalternans DC.

Centaurea melitensis L.

Centaurea solstitialis L.

Cirsium vulgare (Savi) Ten.

Conyza bonariensis (L.) Cronquist

Xanthium spp.

Silybum marianum (L.) Gaertn.

Senecio brasiliensis Less.

Picris echioides L.

Carrapicho-rasteiro

Carrapicho-de-carneiro

Ambrosia; Artemisia

Macela Fétida

Losna-brava

Picão Preto

Picão Preto

Cardo-amarelo

Cardo-amarelo; Diabinho

Cardo, Cardo Negro

Buva, Voadeira, Rabo-de-foguete; Avoadinha peluda

Carrapicho

Cardo-branco, Cardo-santo

Maria-mole

Picris, Bananinha

Fabaceae Aeschynomene rudis Benth.

Indigofera hirsuta L.

Senna occidentalis (L.) Link

Senna obtusifolia (L.) H. S. Irwin & Barneby

Angiquinho

Anileira, Anil-roxo

Fedegoso, Manjeriroba, Mamangá

Fedegoso, Fedegoso Branco, Mata Pasto Liso

Amaranthaceae Amaranthus spp. (exceto: A. albus L.; A. blitoides S. Watson; A. graecizans L., por constar na legislação como Pragas Quarentenárias A1). Carurú, Bredo
Apiaceae Ammi majus L.

Ammi visnaga (L.) Lam.

Torilis nodosa (L.) Gaertn.

Cicuta Negra

Ammi

Torilis, Salsinha-de-cabeça-rente

Poaceae Avena barbata Pott ex Link

Avena fatua L.

Brachiaria plantaginea (Link) Hitchc.

Cenchrus echinatus L.

Digitaria insularis (L.) Fedde

Echinochloa colona (L.) Link

Echinochloa crus-galli (L.) P. Beauv.

Piptochaetium montevidense (Spreng.) Parodi

Piptochaetium bicolor (Vahl.) Desv.

Pennisetum setosum (Sw.) L. Rich.

Aveia Barbada

Aveia Selvagem

Capim Marmelada, Papuã

Capim Amoroso, Capim Carrapicho, Timbete

Capim Amargoso

Capim Arroz, Canevão, Capim Coloninho, Capituva

Capim capivara, Gervão

Piptoquecium

Piptoquecium

Capim Custódio, Capim Oferecido, Capim Mandante

Brassicaceae Brassica nigra (L.) W.D.J. Koch

Brassica rapa L. var. campestris

Sinapis arvensis L.

Rapistrum rugosum (L.) All.

Raphanus raphanistrum L.

Mostarda Negra

Mostarda Silvestre

Mostarda

Rapistro, Mostarda Comum

Nabiça, Nabo

Sapindaceae Cardiospermum halicacabum L. Chumbinho, Saco-de-padre, Balãozinho
Chenopodiaceae Chenopodium spp. Ançarinha-branca, Erva-de-santa-maria, Erva Formigueira, Ambrósia, Mastruço
Commelinaceae Commelina spp. Rabo-de-cachorro, Trapoeraba
Convolvulaceae Convolvulus arvensis L.

Ipomoea spp.

Merremia cissoides (Lam.) Hall. F.

Enredadeira

Campainha, Corda-de-viola, Corriola, Cipó-de-veado

Amarra amarra, Corda-de-viola, Jitirana

Euphorbiaceae Croton glandulosus L.

Croton lundianus (F. Diedrichsen.) Muell. Arg

Euphorbia heterophylla L.

Gervão Branco 

Gervão, Gervão Miúdo

Leiteira, Amendoim-bravo, Adeus-brasil

Cyperaceae Cyperus spp. (exceto: Cyperus rotundus L. que está estabelecido como Semente Nociva Proibida). Tiririca, Capim Tiririca, Junça
Solanaceae Datura stramonium L.

 

Solanum spp. (Exceto: Solanum rostratum Dun. por constar na legislação como Pragas Quarentenárias A1).

Figueira-do-inferno, Estramônio, Trombeteira 

Joá, Juá, Arrebenta-cavalo, Erva-moura, Maria Pretinha, Fumo-bravo

Rubiaceae Diodia teres Walt.

Galium aparine L.

Spermacoce alata Aubl.

Poaia-do-campo, Mata Pasto

Galium

Poaia-do-campo

Boraginaceae Echium plantagineum L. Borrago, Flor-roxa
Polygonaceae Fallopia convolvulus (L.) Á. Löve

Rumex spp. (Exceto: R. acetosella L. que está estabelecido como Semente Nociva Proibida).

Polygonum arenastrum Boreau

Polygonum aviculare L.

Persicaria spp.

 

Cipó-de-veado, Enredadeira

Língua-de-vaca

Sanguinária

Sanguinária, Erva-de-nó, Grama-de-capacho

Erva Pessegueira

Iridaceae Herbetia pulchella Sweet Bibi, Lírio Azul
Lamiaceae Hyptis suaveolens (L.) Poit. Mata-pasto, Fazendeiro
Caryophyllaceae Stelaria media (L.) Vill.

Spergula arvensis L.

Silene gallica L.

Esparguta, Erva-de-passarinho

Espérgula, Gorga

Alfinete-da-terra, Flor-roxa

Malvaceae Sida spp. Guanxuma, Tupitixá, Vassourinha
Plantaginaceae Plantago spp. Tanchagem

Como vimos, existem muitas sementes de plantas daninhas que são toleradas, mas que devem ser evitadas.

Abaixo, segue a relação de sementes de plantas daninhas nocivas proibidas. A presença de sementes destas espécies vai afetar a comercialização do lote de sementes. 

Sementes Nocivas Proibidas

Família Nome científico Nome comum
Cuscutaceae Cuscuta spp. Cuscuta, Fios-de-ovos
Cyperaceae Cyperus rotundus L. Tiririca-vermelha, Junça Aromática
Poaceae Eragrotis plana Nees

Rottboelia exaltata L. f.

Sorghum halepense (L.) Pers.

Capim Anonni

Rabo-de-lagarto, Capim Camalote

Sorgo-de-alepo, Capim Massambará

Campanulaceae Hippobroma longiflora (L.) G. Deon. [sin: Isotoma longiflora (L.) C. Presl./Laurentia longiflora (L.) Petern.] Arrebenta-boi, Arrebenta-cavalo, Cega-olho, Jasmim-da-Italia.
Polygonaceae Rumex acetosella L. Azedinha, Língua-de-vaca
Asteraceae Wedelia glauca (Ortega) O. Hoffm. ex Hicken Margarida, Margaridão, Mal-me-quer

 

Conclusão

No texto de hoje você viu sobre as plantas daninhas nocivas toleradas e proibidas. Em campos de produção de sementes, devemos ter o cuidado para evitar estas espécies dentro da área.

Por isso, vistorias frequentes devem e precisam ser realizadas, para evitar que as sementes contaminem o lote e causem prejuízo na comercialização. 

Gostou do texto? Tem mais dicas sobre sementes nocivas toleradas e proibidas? Adoraria ver o seu comentário abaixo!

Sobre a Autora: Ana Ligia Giraldeli. Sou Engenheira Agrônoma formada na UFSCar. Mestra em Agricultura e Ambiente (UFSCar), Doutora em Fitotecnia (USP/ESALQ) e especialista em Agronegócios. Atualmente sou professora da UNIFEOB.

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares