Em vídeo divulgado no canal do Youtube Professores Alfredo & Leandro Albrecht, Leandro, professor da UFPR e um dos supervisores do grupo Supra Pesquisa, comenta sobre a dessecação pré-colheita em uma área localizada em Palotina/PR.

O pesquisador destaca sobre a importância de se fazer a aplicação do dessecante no estádio correto, que é o R7.2 na cultura, com 50% da maturação fisiológica para que não se tenha perdas de produtividade.

O vídeo elenca os principais motivos e posicionamento pertinente para a dessecação pré-colheita da soja. Outro aspecto importante a se destacar são os motivos pelos quais deve-se fazer a dessecação, que são os seguintes:

  • Antecipar a operação de colheita e entrar com o milho safrinha;
  • Uniformizar a área (eliminando haste verde/retenção foliar);
  • Eliminar plantas daninhas.

A aplicação com a finalidade de antecipar a colheita e a modalidade para produção de sementes são questionadas por muitos pesquisadores. O estádio de aplicação pode variar entre R7.2 a R7.3, mas a aplicação é feita na maturidade fisiológica.

A variação existe, pela falta de consenso na literatura e por haver cultivares com diferentes hábitos de crescimento. Em cultivares tipicamente indeterminadas, a aplicação tem que ser mais tardia, em R7.3, sobretudo dependendo do herbicida (aplicações mais precoces podem diminuir o rendimento).

Confira o vídeo abaixo.


Inscreva-se agora no canal dos Professores Alfredo & Leandro Albrecht, aqui.



Elaboração: Engenheira Agrônoma Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.