InícioDestaqueSoja fechou em baixa com poucas alterações no relatório WASDE

Soja fechou em baixa com poucas alterações no relatório WASDE

FECHAMENTOS DO DIA

O contrato de soja para julho24, referência para a safra brasileira, fechou em baixa de -0,06%, ou $ -0,75 cents/bushel a $ 1177,25; A cotação de setembro24, fechou em baixa de -0,43 % ou $ -5,00 cents/bushel a $ 1166,75. O contrato de farelo de soja para julho fechou em alta de 0,26 % ou $ 0,9 ton curta a $ 360,3 e o contrato de óleo de soja para julho fechou em alta de 0,27 % ou $ 0,12/libra-peso a $ 43,79.

ANÁLISE DA BAIXA

A soja negociada em Chicago fechou em baixa nesta quinta-feira. Em um relatório de Oferta e Demanda do USDA com poucas alterações, o mercado se frustrou com os dados apresentados pelo USDA. A expectativa geral era de redução da safra na América do Sul e Estados Unidos. O aumento do estoque de passagem nos EUA também pressionou a cotação. O relatório mais importante para a oleaginosa, neste mês de junho, será divulgado no dia 28, quando o USDA vai apontar a pesquisa sobre a área plantada para a safra 24/25.

De olho na novela da Medida Provisória do crédito PIS/Cofins no Brasil, o mercado americano comemora a terceira venda avulsa para a China, que desde sexta-feira totalizaram 314 mil toneladas de soja vendidas. No entanto, com a devolução do Senado da MP e o Real muito desvalorizado em relação ao Dólar, as negociações da demanda chinesa podem novamente voltar para a mesa dos operadores brasileiros.

O RELATÓRIO DO USDA: Baixista a curto, médio e longo prazos
SAFRA AMERICANA

A perspectiva 2024/25 para a soja dos EUA inclui estoques iniciais e finais mais elevados. Os estoques iniciais mais elevados refletem a redução da moagem para 2023/24, queda de 10 milhões de bushels devido ao menor uso doméstico de farelo de soja, que é parcialmente compensado pelo aumento das exportações. O uso interno de óleo de soja também foi reduzido em 2023/24 e parcialmente compensado pelo aumento das exportações.

Com o aumento da oferta para 2024/25 e sem alterações de uso, os estoques finais de soja estão projetados em 455 milhões de bushels, um aumento de 10 milhões. O preço da soja está previsto em US$ 11,20 por bushel, inalterado em relação ao mês passado. Os preços do farelo de soja e do óleo também permaneceram inalterados, em US$ 330 por tonelada curta e 42 centavos de dólar por libra-peso, respectivamente.

QUADRO DE OFERTA E DEMANDA GLOBAL

A produção global de oleaginosas para 2024/25 foi reduzida em 1,3 milhão de toneladas, para 685,8 milhões, principalmente devido à menor produção de colza na Austrália e na União Europeia. A produção de colza foi reduzida na Austrália devido à menor área colhida, enquanto a produção na UE foi reduzida devido a um rendimento reduzido para a França.

A perspectiva global da soja para 2024/25 inclui estoques iniciais e finais mais baixos. Os estoques iniciais mais elevados para os EUA são compensados por estoques mais baixos para o Brasil e o Paraguai. Os estoques do Brasil foram reduzidos em uma revisão para baixo para a produção de 2023/24, queda de 1,0 milhão de toneladas para 153,0 milhões de toneladas, refletindo outras avaliações nacionais sobre inundações no Rio Grande do Sul pela agência estatal brasileira Emater. Os estoques iniciais do Paraguai em 2024/25 são reduzidos devido ao aumento das exportações da temporada de comercialização anterior. Os estoques finais globais de soja foram reduzidos em 0,6 milhão de toneladas, para 127,9 milhões. (Tradução livre dos comentários do USDA)

Fonte: T&F Agroeconômica



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)


 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares