InícioDestaqueAbrapa: Cotações do algodão voltam a subir

Abrapa: Cotações do algodão voltam a subir

Destaque da Semana – Depois de atingir o menor valor em 3 meses na última sexta com vendas dos fundos, as cotações de algodão voltam a subir, atingindo ontem a máxima de 10 dias.

Algodão em NY – O contrato Dez/23 fechou nesta quinta 26/10 cotado a 84,59 U$c/lp (+0,4% na semana). O contrato Jul/24 fechou 87,04 U$c/lp (-0,3% na semana) e o Dez/24 a 81,02 (-0,6% na semana).

Basis Ásia – o Basis médio do algodão brasileiro posto Leste da Ásia: 894 pts para embarque Out/Nov (Middling 1-1/8″ (31-3-36), fonte Cotlook 26/out/23).

Altistas 1 – No mercado do algodão, o grande fator positivo desta semana foi o alto volume de vendas semanais divulgadas pelo USDA, muito acima das últimas semanas.

Altistas 2 – A economia dos EUA cresceu ao ritmo mais rápido em quase dois anos no último trimestre, devido a um grande aumento nos gastos dos consumidores.

Altistas 3 – O Produto Interno Bruto da maior economia do mundo atingiu uma taxa anualizada de 4,9%, mais que o dobro do ritmo do segundo trimestre e o principal motor de crescimento da economia tem sido gastos pessoais.

Baixistas 1 – O dólar americano segue em alta, com seu índice atingindo a maior cotação em 12 meses, enquanto o barril de petróleo WTI caiu 8% esta semana.

Baixistas 2 – Com a guerra na Ucrânia ainda em andamento, a intensificação e pulverização do conflito Israel-Hamas tem o potencial de afetar a economia global, além das enormes potenciais consequências humanitárias.

Baixistas 3 – Notícias como a de hoje, dando conta que os EUA atacaram alvos ligados ao Irã em território sírio, deixam o mundo em alerta com a perspectiva de o conflito se ampliar.

EUA 1 – As vendas semanais de exportação divulgadas pelo USDA saltaram para 205.673 fardos (480 libras). Os três principais mercados foram China (54%), Bangladesh (22%) e Vietnã (14%).

EUA 2 – As vendas da safra atual tiveram aumento de 155% em relação à semana anterior e 82% em relação à média das últimas quatro semanas.

EUA 3 – Mais de 41% da área de algodão já está colhida nos EUA, enquanto classificação de lavouras de algodão de boas a excelentes caiu ainda mais para 29% (-1 p.p.).

China 1 – Em setembro, a China importou 235.556 toneladas, o que representa o setembro mais forte desde 2013/14. As maiores origens foram os EUA com 107.168 toneladas, o Brasil com 50.982 toneladas e a Austrália com 48.301 toneladas.

China 2 – No acumulado agosto e setembro, as importações acumuladas são de 410 mil toneladas, o que é novamente o maior número desde 2013/14. O USDA atualmente projeta que a China importará 2,18 milhões de toneladas.

China 3 – As vendas dos leilões da Reserva Estatal da China continuam baixas. Hoje foram vendidos somente 29,7% do total de 20 mil toneladas ofertados.

China 4 – De 31 de julho a 27 de outubro, os leilões da Reserva da China totalizaram 815.121 toneladas vendidas para 438 fiações, totalizando 77,8% do volume ofertado. As maiores origens foram: EUA (38,7%) seguido pelo Brasil (30%), Xinjiang (27,4%) e Austrália (3,9%).

Paquistão – A colheita de algodão no Paquistão segue avançando com apenas pequenos problemas climáticos. A previsão da colheita é de 1,42 milhão de toneladas, 67% a mais que a safra passada (850 mil tons) devido às enchentes que atingiram o país.

Austrália – Apesar de condições relativamente confortáveis em termos de armazenamento de água para irrigação, a situação começa a preocupar os produtores para a próxima safra, já que as bacias hidrográficas estão totalmente secas e a umidade de solo está em níveis muito baixos.

Egito – O governo do Egito limitou as exportações de algodão a 40.000 toneladas para a safra 2023/24.

Agenda 1 – A Abrapa irá acompanhar a comitiva do Ministro Carlos Fávaro em visita oficial à Índia na próxima semana. Em Nova Délhi, a principal pauta do setor do algodão do Brasil é a negociação de uma cota de importação de algodão livre de imposto.

Agenda 2 – O objetivo é que o algodão brasileiro esteja livre dos 11% de imposto cobrados na entrada no país, semelhante ao acordo atualmente vigente entre Índia e Austrália.

Exportações – O Brasil exportou 153,7 mil tons de algodão até a terceira semana de out/23. A média diária de embarque é 19,8% menor em comparação com o out/22.

Beneficiamento 2022/23 – Até o dia 26/10 foram beneficiados: BA (90%), GO (97,30%), MA (70%), MG (86%), MS (92%); PR (100%), SP (100%), MT (68%), PI (70%) Total Brasil : 74% beneficiado.

Preços – Consulte tabela abaixo ⬇

Quadro de cotações para 27-10

Este boletim é produzido pelo Cotton Brazil, programa da Abrapa. Contato: cottonbrazil@cottonbrazil.com

Fonte: Abrapa



 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares