O Paraguai, o terceiro maior país produtor de soja da América do Sul, aprovou na ultima quinta-feira, a característica HB4 que confere tolerância à seca e à tolerância a herbicidas. O anúncio foi realizado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária depois que a Comissão de Biossegurança ressaltou a tecnologia.

“A aprovação do Paraguai é mais um passo para a comercialização dessa tecnologia disruptiva na América do Sul”, afirmou o gerente geral da Verdeca, Martín Mariani Ventura, através de um comunicado à imprensa.

Cerca de 3,5 milhões de hectares no Paraguai são plantados com soja a cada estação, de onde são entregues no mercado cerca de dez milhões de toneladas.

Com a aprovação do Paraguai, a tecnologia HB4 já cobre 80% da produção global de soja, porque a Argentina, os EUA e o Brasil já a autorizaram.



Mas o lançamento comercial depende da aprovação da China, o maior importador global de soja. Espera-se que, finalmente, o país asiático autorize a característica no final do próximo ano.

A comercialização da soja HB4 é de propriedade da Verdeca, a Joint Venture entre a empresa argentina Bioceres Crop Solutions e a americana Arcadia Biosciences. Matt Plavan, presidente da Arcadia Biosciences, declarou que testes de campo com a soja HB4 na Argentina e no Brasil estão apresentando resultados muito positivos.

“Estamos vendo um grande interesse de nossos parceiros potenciais de revendedores de sementes e dos agricultores em usar essa tecnologia”, disse Plavan.

Apenas Hoje (22/11): este curso por R$ 30.00! Aproveite nossa Black Friday.

As duas empresas criaram a Verdeca em 2012 para desenvolver novas tecnologias de soja e comercializar nas Américas.

Na semana passada, Mariani Ventura compartilhou um artigo nas redes sociais, informando que a empresa iniciou o plantio de parcelas pré-comerciais com variedades HB4 na Argentina. A empresa quer estar pronta para fornecer o produto assim que a China destacar essa tecnologia.

Saiba mais sobre o HB4 em  https://www.hb4.com.ar/

Fonte: eFarmNewsAr

Texto originalmente publicado em:
eFarmNewsAr
Autor: eFarmNewsAr

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.