InícioDestaqueApós sete sessões de queda, milho em Chicago cobre posições vendidas e...

Após sete sessões de queda, milho em Chicago cobre posições vendidas e volta a subir forte

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão de hoje com forte alta nos preços. O mercado foi impulsionado por um movimento de cobertura de posições vendidas, após sete sessões consecutivas de queda. Os sinais de uma melhor demanda pelo cereal estadunidense, a alta do petróleo em Nova York e a fraqueza do dólar frente a outras moedas correntes também contribuíram para o desempenho positivo.

As vendas líquidas norte-americanas de milho para a temporada comercial 2023/24, que tem início no dia 1o de setembro, ficaram em 1.180.900 toneladas na semana encerrada em 30 de maio. O México liderou as compras, com 380.200 toneladas.

Para a temporada 2024/25, foram mais 113,3 mil toneladas. Analistas esperavam exportações entre 700 mil e 1,25 milhão de toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações são do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 152.000 toneladas de milho para destinos não revelados. O volume será entregue na temporada 2023/24.

Na sessão, os contratos de milho com entrega em julho de 2024 fecharam a US$ 4,52 por bushel, alta de 12,75 centavos de dólar, ou 2,90%, em relação ao fechamento anterior. A posição setembro de 2024 fechou a sessão a US$ 4,57 3/4 por bushel, avanço de 12,00 centavos de dólar, ou 2,69%, em relação ao fechamento anterior.

Autor/Fonte: Pedro Carneiro / Safras News



 

FONTE

Autor:Pedro Carneiro/ Safras News

Site: Safras & Mercado

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares