As condições de colheita dos cultivos de primeira safra, de desenvolvimento dos cultivos de segunda safra e início da safra de inverno no Brasil são destaques na edição de junho da publicação internacional Crop Monitor for AMIS. Essa é uma iniciativa do Geoglam, que analisa o movimento agrícola dos países membros do G20 para as culturas de milho, soja, trigo e arroz, nos principais países produtores, com base na combinação de análises de especialistas locais e dados de observação da Terra. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é a instituição responsável por compartilhar os dados relativos ao Brasil e debater as condições de segurança alimentar no mundo.

A publicação divulgada nesta quinta-feira (6) apresenta o atraso na colheita do milho 1ª safra, com produtividades menores que a média dos últimos cinco anos, no Sudeste e Nordeste, devido a falta de chuvas e as altas temperaturas durante o desenvolvimento. A colheita do milho 2ª safra iniciou e o desenvolvimento está em condições favoráveis. Para o arroz, a colheita está sendo encerrada e foi atualizado o impacto na produtividade devido aos eventos de inundação no Rio Grande do Sul. Por outro lado, apesar da redução de produtividade da soja no Rio Grande do Sul, no geral, a condição foi favorável para a região Sul.

Além de informações do Brasil, a edição destaca a condição favorável do trigo, do milho, do arroz e da soja nos principais países produtores. A evolução das condições de El Niño para sua fase de neutralidade e possibilidade de La Niña, na próxima safra, estão sendo monitoradas para prever possíveis impactos na produção nas principais regiões produtoras do globo.

Os dados são repassados mensalmente pela Conab para o chamado Geoglam, sigla em inglês que define o Grupo de Observação da Terra, responsável pelo Monitoramento Agrícola Global.

Fonte: CONAB



 

FONTE

Autor:Companhia Nacional de Abastecimento

Site: Conab

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.