Nesta safra 2019/20, o Regional Aapresid Bragado/Chivilcoy realizou, juntamente com o INTA e empresas como Nidera, Don Mario, Bioceres e Macro Seed, uma série de testes comparativos de desempenho de diferentes variedades de trigo. A área de influência foi o corredor da Rota Nacional 5, do sul de Chacabuco a Los Toldos.

No que diz respeito aos ciclos, são intermédio e curto, os resultados dos diferentes materiais são apresentados no gráfico 1.a. e corresponde a um ensaio em Bragado. A data da semeadura foi 1º de julho e a fertilização foi realizada com MAP (130 kg / ha), contribuindo com N total de 160 kg/ha. Apenas um tratamento com fungicida foi realizado.

O ranking foi liderado pelo Audacious DM e seus 5.881 kg/ha, seguido pelo Bioceres Ginkgo e o DM Ceibo com 5.699 e 5.593 kg/ha, respectivamente.

Quanto aos ciclos intermediário e longo, os resultados são mostrados no gráfico 1.b. e correspondem ao site de La Daniela, em Alberti. Nesse caso, a data da semeadura foi 24 de junho e a fertilização foi realizada com 180 kg/ha de PAM e uma contribuição total de N de 165 kg/ha. Os tratamentos fungicidas foram 2.

Quanto ao desempenho, Bioceres Guayabo foi a variedade mais rentável com 7.403 kg/ha, seguida de dois materiais Don Mario: Ñandubay e Algarrobo, com 7.092 e 7.012 kg/ha; respectivamente.

Gráficos: 1.a) ECR de variedades intermediárias e curtas de trigo; 1.b) ECR de variedades intermediárias e longas de trigo.

 

Texto originalmente publicado em:
Aapresid
Autor: Aapresid

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.