Reportagem da Bolsa de Rosário detalha que as exportações de trigo durante a campanha 2019/20, deixaram um saldo de 11,9 milhões de toneladas, registrando assim sua segunda melhor marca de exportação em volume, atrás apenas do ocorrido. na campanha 2016/17.

Em relação aos valores, e devido à queda de 6% no valor total das exportações, as vendas ao exterior do cereal resultaram em uma entrada de divisas de 2.336 milhões de dólares, número inferior ao gerado nas duas últimas campanhas.

Em relação aos destinos de exportação, observa-se que o Brasil continua sendo o principal destino das exportações de trigo argentino não processado, absorvendo 4,7 Mt, o que equivale a 40% do total exportado, mas segundo a análise, esse número representa uma queda de 8,7% ao que foi importado pelo Brasil na temporada passada.

Em segundo lugar, com 22% das compras totais, está a Indonésia, que adquiriu 2,6 Mt (um aumento de 36% em relação a 2018/19), e em terceiro, quarto e quinto lugar estão Bangladesh, Quênia e Tailândia, respectivamente, que juntos adquiriram 1,4 Mt de cereal argentino.

Fonte: Adaptado de eFarmNewsAr

Texto originalmente publicado em:
eFarmNewsAr
Autor: eFarmNewsAr

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.