Terminou nesta quinta-feira, 15 de agosto, o 16º Simpósio de Controle Biológico (Siconbiol 2019). O evento reuniu mais de 700 participantes de vários segmentos ligados à indústria de controle biológico no Brasil. Com uma programação intensa, o evento tratou de avanços na academia e novas perspectivas de mercado.

“Conseguimos equilibrar os avanços da ciência básica, que representam o futuro do controle biológico, como o uso de técnicas de RNA interferente, com discussões sobre os desafios atuais do controle biológico, como a seletividade dos produtos para maior eficiência do manejo de pragas”, destaca Adeney Bueno, pesquisador da Embrapa Soja e presidente do evento.

No balanço geral do evento, Bueno destaca como a agricultura está avançando em novos modelos, onde os produtos biológicos ocupam novos espaços na estratégia de manejo integrado de pragas. “O controle químico ainda é indispensável, mas a escolha adequada dos produtos, o uso consciente e as escolhas feita pelo produtores, permitem maior equilíbrio dos inimigos naturais e, consequentemente, trazem mais sustentabilidade para os sistemas produtivos. Produtor, técnicos e indústria estão cada vez mais conscientes dessa nova visão”, analisa.

O evento, que foi realizado em Londrina, PR, entre 11 e 15 de agosto, teve ampla participação de empresas, profissionais da assistência técnica e startups. “Houve um grande interesse de vários segmentos, fruto do momento que a área está vivendo: o número de produtos biológicos vem crescendo, por exemplo: já são 158 produtos registrados no Mapa.  Essa interação torna as discussões mais ricas e aplicadas”.

O evento também avançou nas discussões internacionais. “Foi uma oportunidade de conhecer melhor o modelo europeu e os debates que ocorrem no processo de regulamentação de novas tecnologias. Essa aproximação é importante tanto do ponto de vista cientifico, como de negócios, uma vez que a Europa possui uma das legislações mais restritivas”, explica.

O evento contou com palestrantes internacionais e abrigou também uma edição do Simpósio “Neotropical Entomology”, com artigos científicos internacionais apresentados no evento.  “A tendência do evento é crescer e se internacionalizar”, afirma.  A próxima edição do Siconbiol será realizada em 2021, em Juazeiro-Petrolina.

Fonte: Embrapa

Texto originalmente publicado em:
Embrapa Soja
Autor: Carina Gomes Rufino - Embrapa Soja

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.