InícioDestaqueIrga aponta colheita gaúcha de arroz em 82,9%. Ainda é difícil apontar...

Irga aponta colheita gaúcha de arroz em 82,9%. Ainda é difícil apontar perdas por chuvas

O Instituto Rio Grandense do Arroz se solidariza com a sociedade gaúcha, especialmente, com todos os produtores de arroz e seus familiares neste momento difícil que o Rio Grande do Sul está atravessando.

Diante da calamidade que se encontra o Estado, informamos que os levantamentos dos dados sobre o avanço da safra estão sobrestados devido aos fatores climáticos e seus desdobramentos que resultaram na interrupção da colheita.

O acompanhamento da evolução da safra será retomado paralelamente ao retorno da colheita.

Da mesma forma, informamos que nossas equipes estão orientadas a procederem com o levantamento de perdas relacionadas às enchentes nas áreas arrozeiras do Rio Grande do Sul, conforme plano de ações elaborado pela autarquia.

Nesse momento, 82,9% das lavouras foram colhidas, restando em torno de 150 mil hectares a serem colhidos. A região Central é a que apresenta menor percentual de área colhida, com 62%, restando cerca de 45 mil ha. Essa é a região mais afetada com as enchentes.

Considerando que a chuva ainda não cessou, o difícil acesso a grande parte das áreas afetadas e a falta de previsão do retorno da normalidade dos níveis de água, não é possível informar as perdas que ocorrerão nas lavouras de arroz irrigado do RS neste momento.

O Instituto Rio Grandense do arroz prestará novas informações tão logo haja subsídios suficientes para a divulgação de dados a respeito da safra de arroz no Rio Grande do Sul.

As informações são do Irga.

Revisão/Fonte: Rodrigo Ramos/Agência SAFRAS



FONTE

Autor:Rodrigo Ramos/Agência SAFRAS

Site: Safras & Mercado

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares