Os preços do milho voltaram a subir no Brasil nos últimos dias. Segundo colaboradores do Cepea, a influência veio das altas internacionais (CME Group) e da valorização do dólar frente ao Real, que, por sua vez, também impulsionaram as cotações nos portos brasileiros.

Diante disso, produtores nacionais se retraíram do mercado, à espera de novas altas. Do lado da demanda, compradores se mostram abastecidos para o curto prazo, atentos às entregas de produtos contratados. Estimativas indicando produção e exportação recordes na temporada 2018/19 também afastaram parte dos demandantes do mercado.

Assim, entre 2 e 9 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) avançou 2,1%, fechando a R$ 36,61/saca de 60 kg na sexta-feira, 9.

Fonte: Cepea


Texto originalmente publicado em:
CEPEA
Autor: Cepea/Esalq

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.