O manejo e controle eficiente de pragas na cultura da soja pode ser desafiador, principalmente pela capacidade de algumas pragas em causar danos e pela enorme gama de insetos que podem acatar a cultura, alguns inclusive com resistência conhecida a inseticidas. Uma das principais e mais eficientes estratégias para embasar medidas de manejo e controle de pragas é o monitoramento das áreas de produção.

Contudo, para um adequado monitoramento das áreas de produção, é necessário conhecer as principais pragas, danos e estádios em que acometem a cultura da soja. Para pragas primárias, as quais são frequentemente encontradas na cultura da soja, é comum observar níveis de ação pré-estabelecidos para embasar a tomada de decisão frente a necessidade de controle.

Entretanto, para algumas pragas consideradas secundárias, e definição do momento de controle é mais complexo, não havendo tanto embasamento teórico, sendo necessário intensificar o monitoramento das lavouras, buscando observar principalmente os danos ocasionados por essas pragas.



Com isso em vista, conhecer os principais órgãos da planta atacados por pragas secundárias na cultura da soja pode contribuir para um adequado monitoramento da lavoura, possibilitando maior assertividade na identificação das pragas, conduzindo inclusive, os pontos a serem melhor observados na lavoura.

Conforme apresentado por Roggia et al. (2020), na tabela 1 é possível observar os principais danos ocasionados na cultura da soja por pragas não tão tradicionais, consideradas secundárias, que acometem a soja. Confira abaixo as principais pragas secundárias que acometem a cultura da soja, bem como os órgão atacados por elas.

Tabela 1. Pragas secundárias da soja e parte da planta que atacam.

(1)Br = brotos; Co = cotilédones; Fj = folhas jovens; Fl = flores; Fo = folhas; Gr = grãos; Ha = hastes; No = nódulos; Pe = pecíolos; Pl = plântulas; Ra = raízes; Se = sementes; Va= vagens; (A) = fase adulta, (L) = fase de larva. Fonte: Roggia et al. (2020)

Tabela 1 (Continuação). Pragas secundárias da soja e parte da planta que atacam.

(1)Br = brotos; Co = cotilédones; Fj = folhas jovens; Fl = flores; Fo = folhas; Gr = grãos; Ha = hastes; No = nódulos; Pe = pecíolos; Pl = plântulas; Ra = raízes; Se = sementes; Va= vagens; (A) = fase adulta, (L) = fase de larva. Fonte: Roggia et al. (2020)

Veja mais: Inseticida fisiológico inédito é registrado para o controle de lagartas



Referências:

ROGGIA, S. et al. MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS. Embrapa, Tecnologias de Produção de Soja, Cap. 9, 2020. Disponível em: < https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1123928/1/SP-17-2020-online-1.pdf >, acesso em: 28/04/2022.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.