O Governo Russo decidiu implementar cotas para a exportação de seus fertilizantes minerais, que terão início em 1 de junho e serão válidas até 30 de novembro de 2024. A decisão tomada pelo Governo, com a resolução já assinada, visa manter volumes suficientes de fertilizantes disponíveis no mercado interno afim de garantir a segurança alimentar do país.  

O volume total da cota de exportação foi estabelecido como superior a 19,7 milhões de toneladas, sendo mais de 12,4 milhões de toneladas referentes a fertilizantes nitrogenados e cerca de 7,3 milhões de toneladas a fertilizantes complexos.  

O Ministério da Indústria e Comércio foi responsável por distribuir o volume das cotas entre os participantes das atividades de comércio exterior, com exceção dos membros Abcásia e Ossétia do Sul, que não terão suas cotas aplicadas ao fornecimento de fertilizantes.  

Em meados de novembro de 2023, Governo Russo adotou medidas semelhantes, estabelecendo uma cota total de 16,9 milhões de toneladas. No entanto, as restrições não tarifárias à exportação de fertilizantes minerais foram prorrogadas de 1º de dezembro de 2023 a 31 de maio de 2024. 

Fonte: GlobalFert, disponível em Fecoagro



 

FONTE

Autor:GlobalFert, disponível em Fecoagro

Site: FECOAGRO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.