InícioDestaqueSoja: condições das lavouras no Brasil

Soja: condições das lavouras no Brasil

Previsão Agrometeorológica para o período de 24/01/2022 a 31/01/2022

N-NE: Na Região Norte, os maiores acumulados de chuva deverão se concentrar no Leste do PA, Norte do TO e Centro do AM, com acumulados podendo variar entre 80 e 150 mm. Na Região Nordeste, os maiores acumulados deverão ocorrer no MA, PI e no Oeste da BA, com volumes que podem ficar próximos aos 100 mm. Em todo o MATOPIBA, as condições de umidade serão favoráveis para o desenvolvimento das lavouras, podendo ocorrer impactos pontuais por excesso de chuvas.

CO: Previsão de acumulados superiores aos 100 mm em áreas de MT e no Sudoeste de GO, o que favorecerá os cultivos de 1ª safra em estágios reprodutivos e o início da semeadura e desenvolvimento de cultivos de 2ª safra. No Sudoeste de MS as chuvas serão insuficientes para a recomposição da umidade no solo. Poderá haver impactos pontuais por excesso de chuvas às lavouras em maturação e colheita na região.

SE: Acumulados de chuva próximos aos 100 mm são previstos no Centro e Sul de SP. Nas demais áreas da região, os acumulados deverão variar entre 5 e 50 mm. As condições de precipitação e de armazenamento hídrico no solo serão favoráveis para os cultivos de grãos, cana-de-açúcar e café.

Sul: Temporais isolados podem acontecer durante essa semana na região. Acumulados de chuva estão previstos em torno de 80 mm desde a fronteira do Uruguai até a região costeira do RS e Norte do PR. No geral, haverá melhora nas condições de disponibilidade hídrica para as lavouras. No entanto, no Oeste da região, as altas temperaturas e as chuvas isoladas manterão as condições desfavoráveis para o desenvolvimento das lavouras de feijão, milho e soja, e para a recuperação dos reservatórios de água para viabilizar a irrigação do arroz

Situação da cultura: 99,4% da área semeada.

Na BA, início da colheita em áreas sob pivô com redução na produtividade devido ao excesso de chuvas e de dias nublados. Em MT, 15% da área colhida. Rendimento dentro do esperado, com relatos pontuais de grãos avariados. Em GO, colheita iniciada, com boa qualidade e rendimento.

Relatos de ferrugem no Sudoeste devido ao excesso de chuvas. No RS, semeadura chega a 97% e não há expectativa de conclusão em razão da persistência de dias quentes e secos. O clima repercute também nas estimativas de produtividade, severamente afetadas pela estiagem. No PR, colheita avança no Oeste. O estresse hídrico adiantou o ciclo e reduziu o rendimento.

Semeadura

Com as chuvas dos últimos dias, a semeadura pode avançar no RS, chegando a 97%, o Maranhão por sua vez esta com 96% da oleaginosa semeada. Com isso a área semeada já atinge 99,4% do estimado para o país nesta safra.

Colheita

A colheita da oleaginosa avança pelo país, no Mato Grosso, ja foram seifadas 15,6% da área semeada, as atividades de campo também iniciaram nesta semana na Bahia, Goias, São Paulo e Santa Catarina. No Paraná a colheita já atinge 4% da área semeada. Com isso houve um aumento de 3.8 p.p chegando a 5,5% da área nacional.

Redação: Conab, adaptado pela Equipe Mais Soja



Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares