Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais baixos. Pesou negativamente a boa evolução do plantio nos Estados Unidos, além do clima predominantemente favorável às lavouras no mês de maio no país. As últimas sessões foram de queda, com amplo movimento de liquidação de posições por parte de fundos.

Segundo agências internacionais, com a cultura nos EUA na fase de desenvolvimento, as atenções voltam-se ao clima. No curto prazo, não há previsão de ameadas.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 1,75 centavos ou 0,14% a US$ 11,77 1/4 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 11,74 1/4 por bushel, com recuo de 3,25 centavos ou 0,27%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com alta de US$ 4,40 ou 1,23% a US$ 359,50 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 43,13 centavos de dólar, com baixa de 0,49 centavo ou 1,12%.

Autor/Fonte: Gabriel Nascimento / Safras News



 

FONTE

Autor:Gabriel Nascimento/Safras News

Site: Safras & Mercado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.