O uso da adubação foliar é cada vez mais comum em lavouras de soja, especialmente em propriedades de alto nível tecnológico. Conforme destacado por Gazola et al. (2014), a adubação foliar pode ser vista como uma medida complementar a adubação de solo, principalmente se tratando de micronutrientes, os quais são requeridos em menores quantidades pelas plantas.

Além de micronutrientes, é comum observar a aplicação de bioestimulantes em culturas comerciais, especialmente sob condições em que as plantas foram submetidas a algum tipo de estresse, seja ele biótico ou abiótico. Dentre esses bioestimulantes com esse intuito, podemos destacar os aminoácidos.

Conforme observado por Zobiole et al. (2011), avaliando a prevenção de injúrias causadas por glyphosate em soja rr (roundup ready) por meio do uso de aminoácido, quando aplicados corretamente, aminoácidos exógenos podem amenizar os efeitos indesejados decorrentes da aplicação do herbicida glifosato na cultura da soja, corroborando o potencial uso dos aminoácidos em condições de estresse.


Veja mais: Yellow flashing – entendendo a relação entre o glifosato e o Manganês na soja


Além do potencial uso em atenuar efeitos indesejáveis decorrentes de estresses, em um estudo realizado por Mendonça Junior et al. (2019), os autores observaram ser possível que a aplicação de aminoácidos exerça influência positiva sobre o aumento da produtividade da soja, podendo em algumas situações representar aumento produtivo superior a 14%.

O bioestimulante avaliado por Mendonça Junior et al. (2019) apresenta em sua composição Acido aspártico + Asparagina, Acido Glutamico + Glutamina, Alanina, Treonina, Valina, Serina, Leucina, Fenilalanina, Lisina, Isoleucina, Glicina, Histidina, Argininina, Prolina, Cistina + Cristina, Hidroxiprolina, Taurina, Tirosina (Mendonça Junior et al., 2019). A dose aplicada do bioestimulantes foi de 2 L.ha-1 (em cada aplicação) e os estádios de aplicação que compuseram os tratamentos estão descritos a seguir.

  • T1 = uma aplicação de Quantis® no estádio V5;
  • T2 = duas aplicações de Quantis®, uma no estádio V5 e uma no estádio R5;
  • T3 = uma aplicação de Quantis® no estádio R1;
  • T4 = duas aplicações de Quantis®, uma no estádio R1 e uma no estádio R5;
  • T5 = uma aplicação de Quantis® no estádio R5 e
  • T6 = Testemunha (controle – nenhuma aplicação de Quantis®) (Mendonça Junior et al., 2019).

Tabela 1. Rendimento de grãos (kg.ha-1) e massa de mil grãos (g.planta-1) da soja sob diferentes doses de aminoácidos aplicados via foliar em diferentes estádios da planta (Mendonça Junior et al., 2019).

Fonte: Mendonça Junior et al. (2019)

Com base nos resultados obtidos por Mendonça Junior et al. (2019), fica evidente o potencial uso da aplicação foliar de aminoácidos para o aumento de produtividade da soja, sendo que os autores recomendam duas aplicações do produto avaliado, nos estádios de V5 e R5, o que baseado nos resultados do encontrados, pode proporcionar incremento de produtividade de até 14%.



Entretanto, cabe destacar que a aplicação foliar de aminoácidos ou qualquer outro bioestimulante não substitui a adubação de base (adubação de solo), além de ser necessário condições adequadas ao desenvolvimento e crescimento da cultura da soja para a obtenção de boas produtividades. Sendo assim, a aplicação foliar de aminoácidos pode ser vista como uma medida complementar no manejo nutricional da soja, visando a obtenção de boas produtividades.

Confira o trabalho completo de Mendonça Junior et al. (2019) clicando aqui!

Referências:

GAZOLA, D. et al. APLICAÇÃO FOLIAR DE AMINOÁCIDOS E ADUBAÇÃO NITROGENADA DE COBERTURA NA CULTURA DO MILHO SAFRINHA. R. Bras. Eng. Agríc. Ambiental, v.18, n.7, p.700–707, 2014. Disponível em: < https://www.scielo.br/j/rbeaa/a/hkkkLLyMbxCSd7FQQ4d7rPq/?lang=pt&format=pdf >, acesso em: 13/09/2021.

MENDONÇA JUNIOR, J. et al. AVALIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE NA CULTURA DE SOJA, COM APLICAÇÃO FOLIAR DE AMINOÁCIDOS EM DIFERENTES DOSES E ESTÁDIOS FENOLÓGICOS. Journal of Agronomic Sciences, Umuarama, v.8, n.2, p.178-186, 2019. Disponível em: < https://www.researchgate.net/profile/O-Alberton/publication/334373848_AVALIACAO_DA_PRODUTIVIDADE_NA_CULTURA_DE_SOJA_COM_APLICACAO_FOLIAR_DE_AMINOACIDOS_EM_DIFERENTES_DOSES_E_ESTADIOS_FENOLOGICOS_EVALUATION_OF_PRODUCTIVITY_IN_SOYBEAN_CULTURE_WITH_FOLIAR_APPLICATION_OF_AM/links/5f1302234585151299a4c1a8/AVALIACAO-DA-PRODUTIVIDADE-NA-CULTURA-DE-SOJA-COM-APLICACAO-FOLIAR-DE-AMINOACIDOS-EM-DIFERENTES-DOSES-E-ESTADIOS-FENOLOGICOS-EVALUATION-OF-PRODUCTIVITY-IN-SOYBEAN-CULTURE-WITH-FOLIAR-APPLICATION-OF.pdf >,acesso em: 13/09/2021.

ZOBIOLE, L. H. S. et al. PREVENÇÃO DE INJÚRIAS CAUSADAS POR GLYPHOSATE EM SOJA RR POR MEIO DO USO DE AMINOÁCIDO. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 29, n. 1, p. 195-205, 2011. Disponível em: < https://www.scielo.br/j/pd/a/FRtvYdP3YHDCPMrQqDz3VSQ/abstract/?lang=pt&format=html >, acesso em: 13/09/2021.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube

 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.