O estado da Bahia deverá liderar a produção de milho entre os estados das regiões Norte e Nordeste na temporada 2020/21, com 2,385 milhões de toneladas, segundo o mais recente levantamento de SAFRAS & Mercado. Logo atrás aparece o Maranhão, com uma produção de 2,185 milhões de toneladas.

Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, a produção total esperada para as duas regiões é de 10,036 milhões de toneladas, abaixo das 10,192 milhões produzidas na temporada anterior.

A estimativa aponta que a maior área a ser cultivada deve ficar com o Maranhão, ocupando 475,004 mil hectares, seguido pela Bahia, com 419,135 mil toneladas. A área total a ser plantada pelas regiões deve ficar em 2,121 milhões de hectares, 1,3% além dos 2,148 milhões de hectares registrados na temporada anterior.

A produtividade média é estimada em 4.731 quilos por hectare, aquém dos 4.745 quilos por hectare da temporada anterior. O maior rendimento é esperado para a Bahia, com 5.690 quilos por hectare, seguido por Rondônia, com 5.020 quilos por hectare.

Fonte: Agência SAFRAS

Texto originalmente publicado em:
Safras e Mercados
Autor: Arno Baasch - Agência SAFRAS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.