A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) quer manter o uso do herbicida glifosato no Brasil, mas propõe restrições com as quais o setor produtivo não concorda. O órgão regulador abriu uma consulta pública sobre o tema, que se encerra nesta quinta-feira, dia 6. Até lá, qualquer pessoa pode opinar e contribuir com informações.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás incentiva a participação dos produtores goianos.

A Anvisa já recebeu mais de 1.800 contribuições, contra e a favor da manutenção do glifosato no país. A expectativa é que o tema seja votado pela diretoria do órgão em dezembro.

A consulta não tem poder de decisão, mas produtores tentam combater informações falsas sobre o uso do defensivo e mostrar a importância dele para várias culturas agrícolas. “Não há razões para proibição do glifosato no Brasil. Ele não tem efeitos carcinogênicos ou qualquer outro efeito que contraria nossa legislação ou que impeça seu uso”, defende o toxicologista Flávio Zambrone.

Para participar clique aqui: https://bit.ly/2WfYECU

Fonte: Portal do Sistema FAEP

Texto originalmente publicado em:
Portal do Sistema FAEP
Autor: Portal do Sistema FAEP

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.