Na cultura da soja, o crescimento e o desenvolvimento são medidos pela quantidade de massa seca (matéria seca) acumulada na planta. Com exceção da água, a massa seca consiste em tudo que se encontra na planta, incluindo carboidratos, proteínas, lipídeos e nutrientes minerais.

Na prática, o crescimento, desenvolvimento e rendimento da soja resultam da interação entre o potencial genético de um determinado cultivar com o ambiente. Existe interação perfeita entre a planta de soja e o ambiente, de maneira que, quando ocorrem mudanças no ambiente, também ocorrem no desenvolvimento da planta.

Figura 1: Estádios de desenvolvimento da cultura da soja.

Fonte: IPNI.
Fonte: IPNI.

Todos os cultivares têm um potencial máximo de rendimento que é geneticamente determinado. Esse potencial de rendimento genético somente é obtido quando as condições ambientais são perfeitas, sendo que estas não existem naturalmente.

Entretanto, os produtores, através de práticas de manejo já comprovadas, podem manipular o ambiente de produção. Logo, é tarefa do produtor providenciar o melhor ambiente possível para o crescimento da soja, usando práticas de manejo tais como cultivo e adubação criteriosa do solo, seleção dos cultivares e densidade de plantas mais adequada, controle das plantas daninhas e das pragas, além de muitas outras.



 As combinações dessas práticas variam em diferentes situações de produção e níveis de manejo. Entretanto, independente de uma situação específica, o produtor precisa saber como a soja cresce e se desenvolve. O produtor que conhece a planta de soja pode usar de maneira mais eficiente as práticas de manejo para obter maiores rendimentos e lucros.

Pensando nisso, o Mais Soja irá trazer uma série de notas técnicas que mostram os estádios de desenvolvimento da cultura e as principais práticas de manejo que compõem cada estádio, para que assim o próprio agricultor consiga identificar em que fase do desenvolvimento a soja se encontra e o que deve ser preconizado no manejo para cada fase.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (Site, Facebook, Instagram, LinkedIne fique por dentro dessa série que foi elaborada pensando em você!



Fonte das informações destacadas: IPNI.

Elaboração: Engenheira Agrônoma Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.