Apenas 10% dos produtores rurais brasileiros dá atenção ao manejo físico e biológico do solo

Foto : Adriano Fernandes

Apenas 10% dos produtores rurais brasileiros têm dado atenção ao manejo da parte física e biológica do solo. É o que alerta o engenheiro agrônomo e membro fundador do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), Orlando Carlos Martins, de acordo com os dados coletados ao longo de dez anos de existência do CESB.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


Porto de Paranaguá realiza o maior embarque de granel da história

Foto: Ivan Bueno

O Porto de Paranaguá vai movimentar nesta semana a maior quantidade de grãos para exportação da história. O navio chinês Lan Hua Hai chega na noite desta segunda-feira (27) no porto paranaense e vai receber 90 mil toneladas de farelo de soja –  o equivalente a mais de 2,5 mil carretas carregadas. A previsão é que a operação dure 4 dias.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.



Bactérias da espécie Bacillus amyloliquefaciens controla nematoides das lesões radiculares (Pratylenchus brachyurus) na cultura da soja

Foto: Cristiano Bellé

O patógeno Pratylenchus brachyurus, conhecido como o nematoide das lesões radiculares, tem causado sérios danos à soja. Devido ao seu hábito alimentar, parasitismo e por ser um endoparasita migrador com capacidade de sobrevivência na palhada e à falta de moléculas químicas eficientes, seu manejo tem sido um entrave no cenário agrícola. Alguns manejos culturais vêm mostrando relativa eficácia, como rotação de culturas com plantas não hospedeiras, utilizando variedades de milhetos e crotalárias.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


Potássio: cuidados para a manutenção do equilíbrio nutricional da soja

Dentre as funções do potássio (K) está a ativação enzimática, a regulação da abertura e fechamento dos estômatos e o controle osmótico dos tecidos. O fornecimento adequado do nutriente para a soja favorece o aumento da nodulação, dos componentes de produção e do teor de óleo, além de reduzir a quantidade de grãos enrugados e aumentar a tolerância a estresses bióticos e abióticos.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


O nematoide da haste verde

O nematoide Aphelenchoides besseyi é o agente etiológico da doença popularmente conhecida como “Soja Louca II”, que causa haste verde e retenção foliar na soja. Sua ocorrência é mais severa em regiões quentes e chuvosas nos estados do Mato Grosso, do Pará, do Amapá, de Tocantins e do Maranhão, causando perdas de até 100% do rendimento da soja nas áreas mais atacadas da lavoura (Meyer et al., 2017b).

Confira o artigo na íntegra clicando aqui.


Gostou das nossas sugestões? Comente e sugira melhorias para o Mais Soja ficar cada vez melhor. Envie suas contribuições para contato@maissoja.com.br.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.