Fixação biológica de N ao longo do ciclo da soja

A fixação biológica do nitrogênio é a principal forma de obtenção desse nutriente na cultura da soja. Esse processo ocorre nos nódulos, e é realizado por espécies de bactérias que habitam o solo ou que são fornecidas via inoculante, capazes de fixar biologicamente o N2 e posteriormente, provocar a sua redução até amônia (NH3), que será incorporada em aminoácidos, na rota final do metabolismo do nitrogênio (Hungria et al., 2001).

Confira o texto na íntegra clicando aqui.



Embrapa Soja alerta sobre elevado índice de sementes de soja esverdeadas

Os pesquisadores da Embrapa Soja têm recebido diversos relatos sobre o elevado índice de sementes de soja esverdeadas – superiores a 50% – na safra 2019/2020, em diversas regiões brasileiras. “As sementes com coloração intensa de verde ou mesmo esverdeadas, geralmente apresentam elevados índices de deterioração, que podem levar a redução da germinação, do vigor e da viabilidade de lotes de soja”, alerta o pesquisador José de Barros França Neto. “Ainda não temos um levantamento de quantos lotes serão descartados, mas podemos dizer que os produtores de semente terão prejuízo com o elevado índice de sementes esverdeadas”, ressalta França Neto.

Confira o texto e o vídeo na íntegra clicando aqui.


BASF fortalece inovação para levar tecnologias que contribuam cada vez mais com o legado do agricultor

Em linha com a sua nova estratégia de negócio, a empresa aumenta o foco em soluções que auxiliem os agricultores a alcançarem o equilíbrio entre produtividade agrícola, proteção ambiental e necessidades da sociedade. A BASF continuará investindo em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para soluções agrícolas, com um forte investimento planejado para 2020. Só em 2019, a empresa investiu aproximadamente 900 milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento na Divisão de Soluções para Agricultura, representando cerca de 11% das vendas para o segmento.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


Glyphosate + inibidores da ACCase em associações com outros herbicidas no controle de capim-amargoso em soja

A planta daninha Digitaria insularis (capim-amargoso) é uma espécie nativa de regiões tropicais e subtropicais da América, encontrada em pastagens, cafezais, pomares, lavouras, margens de estradas e terrenos baldios. E apresenta quatro casos de biótipos com resistência a herbicidas, dois quais, três de resistência a glyphosate e um biótipo resistente a haloxyfop e fenoxaprop.

Confira o texto na íntegra clicando aqui.


Eficiência no controle químico para mofo-branco na soja

O mofo-branco é uma das mais antigas doenças da soja, ocorrendo em diversas regiões produtoras do Brasil. A doença teve rápido crescimento na cultura da soja nos últimos anos, ocasionando perdas de até 70% na produtividade. Furlan (2005) cita que, em condições de clima favorável para o desenvolvimento do fungo, uma lavoura pode sofrer, em média, perdas que podem variar de 30% a 100 % em períodos chuvosos e quando não forem tomadas medidas preventivas de controle. Na soja, a maior incidência vai da floração plena (estádio R2) ao início da formação de grãos (estádio R5).

Confira o texto na íntegra clicando aqui.


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.