O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência de inseticidas no controle de D. maidis em milho, na safrinha do ano de 2017 em São Gabriel do Oeste/MS.

Autores: Larissa A. de C. J. Rossini1,2; Gizelly Santos1; Valéria G. Mazzetti1; Juliano D. Ribeiro1; Nádio J. da Silva1; Maria O. R. Ferreira 1; Matheus L. Mesquita1

Trabalho publicado nos Anais do evento e divulgado com a autorização e inserção de informações dos autores

Introdução

Dentre as diversas pragas que ocorrem durante o ciclo da cultura do milho, a cigarrinha, Dalbulus maidis, vem se destacando ao longo da safra/safrinha com altas infestações. Os danos e injúrias ocasionados por essa praga às lavouras causam perdas significativas de produtividade, principalmente por seu dano indireto, que é a transmissão de molicute, a espiroplasma e fitoplasma.

O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência de inseticidas no controle de D. maidis em milho, na safrinha do ano de 2017 em São Gabriel do Oeste/MS.

Material e Métodos

Para isso, empregou-se 5 tratamentos com 4 repetições, em blocos ao acaso com alta infestação natural da praga alvo. Os tratamentos foram: Mospilan (acetamiprido) 50 g i.a. ha-1; Fastac Duo (Acetamiprido + alfa cipermetrina) 50 + 100 g g i.a. ha-1; Korplan (Clorpirifós) 480 g i.a. ha-1; Perito (acefato) 970 g i.a. ha-1e testemunha.

Foram realizadas duas aplicações com intervalo de sete dias, os inseticidas foram aplicados com pulverizador costal,pontas AXI 110015, pressão de 50 PSI e volume de aplicação de100 L ha-1 ). As avaliações foram realizadas aos 0, 1, 3, e 7 dias após a primeira aplicação (daa1) e 1, 3, 7 e 10 dias após a segunda aplicação (daa2), pela contagem de cigarrinhas em dez plantas ao acaso. O controle proporcionado pelos tratamentos foi calculado pela fórmula de Abbott (1925).

Tabela 1. Avaliação de D. maidis. na cultura do milho, sob os diferentes tratamentos estudados na 1° aplicação. Safrinha 17.

Tabela 2. Avaliação de D. maidis. na cultura do milho, sob os diferentes tratamentos estudados na 1° aplicação. Safrinha  17.

Tabela 3. Produtividade de grãos de milho, sob os diferentes tratamentos estudados.  Safrinha 17.


Confira nossa galeria de cursos TOTALMENTE ONLINE! Agregue conhecimento, faça já!


Resultados

Após a primeira aplicação Korplan e Perito apresentaram eficiências de controle superior a 50%, sendo inferior a Mospilan (23%) e Fastac Duo (44%). Após a segunda aplicação todos os tratamentos, exceto Mospilan (51%) apresentaram eficiências similares acima de 60%. Na avaliação de produtividade todos os tratamentos foram similares estatisticamente. Numericamente, Perito apresentou maior rendimento de grãos.

Conclusão

O inseticida Perito apresentou maior eficiência de controle para cigarrinha do milho ao longo das avaliações e maior rendimento de grãos, quando comparado aos demais inseticidas. Cabe ressaltar, que o uso de inseticidas não é a única ferramenta para diminuições de populações de cigarrinha no milho.

 

Palavras-chave: Controle químico, inseticidas, Dalbulus maidis.

Informações dos autores: 

1CropSolutions – Pesquisa, Assessoria e Consultoria Ltda., Caixa Postal 103, 79490-000, São Gabriel do Oeste, MS, Brasil. Email: larissa@cropsolutions.agr.br.

2Universidade Federal de Viçosa – Campus Universitário, 36 570-000, Viçosa, MG, Brasil. Email: larialves_19@hotmail.com

Disponível em: Anais do XXVII Congresso Brasileiro de Entomologia,  2018. Gramado, RS.

NO COMMENTS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.