InícioDestaqueEmbrapa fecha sua programação de atividades para a 32ª Abertura da Colheita...

Embrapa fecha sua programação de atividades para a 32ª Abertura da Colheita do Arroz

A cultura do arroz está em pauta neste próximo mês de fevereiro, quando a Embrapa faz os últimos preparativos para a realização da 32ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas, ao lado da Federarroz e do IRGA. A área da Estação Experimental Terras Baixas (ETB), com nove hectares demonstrativos de culturas, apresentará ao público o que de mais moderno está sendo desenvolvido pela pesquisa agropecuária e instituições parceiras. Esta edição traz o tema A Produção de Alimentos no Pós-Pandemia – Novos Patamares, Novos Desafios e acontece entre os dias 16 a 18 de fevereiro. A Estação Experimental fica localizada no município de Capão do Leão/RS.

“Este é certamente um dos maiores eventos promovidos pela Empresa. Estamos há quatros anos promovendo esta feira junto aos nossos parceiros e se estamos alcançando este tempo, creio que estamos acertando a forma de trabalhar no evento. Além disso, temos envolvido a cada edição, sempre outras unidades descentralizadas, reforçando que a Abertura da Colheita tem tudo a ver com a Embrapa. Nesta edição, inclusive, envolvemos nove unidades descentralizadas que trabalham com forrageiras, soja e milho e que terão a oportunidade de repassar conhecimentos de nossas pesquisas, através de palestras técnicas”, disse o pesquisador André Andres, coordenador técnico da ETB

A atuação da Embrapa na feira se dará em dois âmbitos: nas vitrines tecnológicas e no estande institucional.

Tecnologias da Embrapa em exposição

Neste 2022, a Embrapa Clima Temperado (Pelotas,RS) vai apresentar tecnologias voltadas especialmente para a cultura do arroz irrigado, a diversificação de culturas e o sistema de integração lavoura-pecuária (ILP).

O espaço de vitrines da lavoura da Abertura da Colheita, que faz parte do roteiro guiado do visitante, apresentará as cultivares de arroz irrigado oriundas de seu programa de melhoramento genético: BRS A705, BRS Pampa CL, BRS Pampeira e BRS A704, sob manejos específicos para os sistemas de integração lavoura-pecuária em terras baixas.

Essas cultivares visam atender o mercado de arroz do tipo longo e fino, associando alta produtividade e excelente qualidade industrial e culinária. O destaque será dado a BRS A705nova cultivar de arroz lançada no evento, que busca conquistar o mercado orizícola pelas suas características superiores às cultivares existentes. O lançamento está marcado para o dia 18/02, às 11h, no estande institucional, com a presença de autoridades da Empresa e lideranças do setor.

Como alternativa à diversificação de culturas, a Empresa faz a demonstração das cultivares de soja BRS 6203 RR BRS 5804 RR e as tecnologias de manejo de solo para terras baixas, como camalhões de base larga e sulco-camalhão, este último viabilizando tanto a drenagem superficial quanto a irrigação de cultivos de sequeiro em rotação ao arroz irrigado. Manejos diferenciados das culturas de soja e milho para terras baixas mostram sua viabilidade para a diversificação da produção neste ambiente.

Vitrines Tecnológicas em ILP

Um dos locais a  destacar é a Vitrine Tecnológica do sistema ILP da Embrapa. Neste local, além de um desenho diferenciado, as parcelas de espécies forrageiras de cultivares BRS, anuais e perenes, serão demonstradas para uso em sucessão ou sobressemeadura, em pastejo ou como forragem conservada e em sistemas integrados de lavoura-pecuária.

O visitante poderá conferir no local a coleção de forrageiras, com as cultivares de Brachiaria BRS IpyporãPanicuns BRS Quênia, BRS Tamani e BRS Zuri, Capim elefante anão BRS Kurumi, Capim elefante BRS Capiaçu, Trevo BRS Resteveiro, Trevo vermelho BRS Mesclador, Trevo Branco BRS URS Entrevero, Trevo vesiculoso BRS Piquete, Cornichão URS BRS Posteiro e Capim Sudão BRS Estribo.

Também serão apresentadas as cultivares de milho e sorgo como opções de produção de grãos e forragem em ILP. O espaço terá acesso principal ao lado do auditório de palestras técnicas do evento. Já as tecnologias de manejo a destacar neste ambiente serão a instalação de milho e sorgo em camalhão de base larga, uma opção de drenagem para produção em sistemas de produção de terras baixas.

Visitações às vitrines

As visitações  às vitrines da lavoura da Abertura da Colheita, acontecerão nos dias 16/02 e 17/02 dentro da seguinte modalidade: das 7h30 às 13h, dentro do Roteiro Técnico (atividade guiada, apenas no período da manhã) e sempre das 8h às 18h estará aberto ao público em geral para visitação à feira e exposição de produtos e serviços, assim como às Vitrines Tecnológicas em ILP.

Agenda no estande da Embrapa

Além do lançamento da cultivar de arroz irrigado BRS A705 será apresentado o Catálogo de Tecnologias da Embrapa Clima Temperado e a realização de painéis, palestras e seminários técnicos com especialistas da Empresa, localmente, e também de outras Unidades Descentralizadas.

O participante poderá ter duas opções de acompanhamento das palestras técnicas. Presencialmente no estande Institucional da Embrapa e on-line, pelo canal da Embrapa no YouTube

Programação das atividades técnicas:

  • 16 de fevereiro, quarta-feira:

Painel 1 – Mudanças climáticas: desafios e oportunidades do setor agropecuário, com a moderação de Leandro Souza da Silva, UFSM

    • 10h – “Créditos de carbono: desafios e oportunidades para empreendimentos agropecuários”, com Gustavo Barbosa Mozzer, da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Embrapa;
    • 10h40 – “Emissão de gases de efeito estufa da pecuária”, com Patrícia Perondi Anchão Oliveira, da Embrapa Pecuária Sudeste.
    • 11h20 – Avanços da pesquisa no Bioma Pampa
      • “Práticas sustentáveis em sistemas agrícolas” – Walkyria Bueno Scivittaro, da Embrapa Clima Temperado;
      • “Sistema Plantio Direto – Giovani Theisen, da Embrapa Clima Temperado  Práticas Sustentáveis em ILP” – Jorge Schafhauser, da Embrapa Clima Temperado;
      • “Mitigação de emissões da pecuária no bioma Pampa” – Tereza Cristina Moraes Genro, da Embrapa Pecuária Sul;
      • “Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN)” – Maria Laura T. Mattos, da Embrapa Clima Temperado.

Painel 2 – Clima e a produção de arroz: cenário atual e de mudanças climáticas com a moderação de Santiago Vianna Cuadra, da Embrapa Agricultura Digital

    • 14h30 – “Impacto das mudanças climáticas na produção de arroz irrigado no mundo”, com Alexandre Bryan Heinemann, da Embrapa Arroz e Feijão;
    • 15h – “Influência do clima na produção de arroz irrigado no Rio Grande do Sul”, com Silvio Steinmetz, da Embrapa Clima Temperado;
    • 15h30 – “Impacto das mudanças climáticas sobre a produção de arroz irrigado no Rio Grande do Sul”, com Nereu Augusto Streck, da UFSM;
    • 16h – Perguntas.

Palestras Técnicas

    • 17h – “Manejo das cultivares de arroz da Embrapa”, com Paulo Ricardo Reis Fagundes, da Embrapa Clima Temperado;
    • 18h – “Nova Cultivar de Arroz BRS A705: genética e manejo”, com Ariano Martins de Magalhães Jr, da Embrapa Clima Temperado.
  • 17 de fevereiro, quinta-feira:

Seminário Diversificação da produção em terras baixas com a moderação de Giovani Theisen, da Embrapa Clima Temperado

    • 10h – “A importância da atividade pecuária para os sistemas integrados”, com Danilo Menezes Santanna, da Embrapa Pecuária Sul;
    • 10h50 – “Oportunidades de uso de forrageiras em sistemas de produção em terras baixas”, com Daniel Montardo, da Embrapa Pecuária Sul;
    • 11h40 – “Oportunidades de cereais de inverno em terras baixas no RS”, com Giovani Stefani Faé, da Embrapa Trigo

Seminário Fitossanidade com a moderação de Carlos Eduardo Schaedler, do IFSul/ Campus Bagé

    • 14h – “Manejo da cigarrinha em milho, com Charles Oliveira”, da Embrapa Cerrados;
    • 14h50 – “Manejo de lagarta resistente em soja Bt”, com Adeney de Freitas Bueno, da Embrapa Soja;
    • 15h40 – “Manejo de plantas daninhas resistentes a herbicidas”, com Mário Bianchi, da CCGL TEC;
    • 16h30 – “Manejo de plantas daninhas em arroz”, com André Andres, da Embrapa Clima Temperado, e Matheus Bastos Martins, da  UFPel.

Palestra Técnica

    • 17h30 – “A produção de energia como novo produto agrícola”, com Carlos Reisser Jr., da Embrapa Clima Temperado.
  • 18 de Fevereiro, sexta-feira:

Painel 3 – Perspectivas da tecnologia sulco-camalhão na produção de soja e milho em rotação com arroz irrigado, com a moderação de André Andres, da Embrapa Clima Temperado

Apresentação da tecnologia e resultados, com José Barbat Parfitt, da Embrapa Clima Temperado, e Amilcar Centeno, da Centeno Agrointeligência;

Depoimentos dos participantes do projeto, com Ricardo Goncalves, do Grupo Quero-Quero de Jaguarão/RS; Gilberto Raguzzoni – RT Agro de Dom Pedrito/RS; e Daniel Höerbe, da Fazenda Palmeira de Cachoeira do Sul/RS.

Lançamentos Embrapa

  • 11h – Lançamento da cultivar de arroz irrigado BRS A705, do Catálogo de Tecnologias da Embrapa Clima Temperado e assinaturas de protocolos de cooperação técnica entre Embrapa e parceiros.

A 32ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas terá como novidade neste ano, a retomada dos roteiros guiados à visitação das 40 parcelas demonstrativas das lavouras e a exposição de 90 estandes de parceiros do agronegócio.

A entrada é franca para o público visitante, o qual será exigido o cumprimento dos protocolos sanitários de combate e prevenção ao covid-19, como apresentação da carteira vacinal, o uso de máscaras, a obediência ao distanciamento social e a ocupação permitida em cada ambiente das atividades.

Coletiva de imprensa

No dia 24 de janeiro, as instituições realizaram coletiva para imprensa apresentando essas novidades da Embrapa, dos parceiros e do evento. Foi confirmada a participação de 17 representantes de países estrangeiros que compõem o Fundo Latinoamericano de Arroz Irrigado, o Flar, onde farão a primeira reunião presencial após o intervalo de dois anos. Também foram destacados os temas que serão tratados na programação técnica de todo o evento com pautas de mercado, tendências em relação à demanda alimentar, cenários e perspectivas, sustentabilidade na área ambiental, inovação e tecnologia, assim como gestão eficiente da pecuária.

Participaram da coletiva os representantes das instituições promotoras: o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, o coordenador técnico da ETB/Embrapa, André Andres, e o presidente do IRGA, Rodrigo Machado.

Fonte: Embrapa

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares