A produção agroindustrial expandiu-se 7,2% em comparação com o mesmo mês de 2019, sendo este o maior crescimento para o mês de setembro de toda a série histórica (iniciada em 2003). Essa expansão foi puxada tanto pelo segmento de Produtos Não-Alimentícios que, após seis meses consecutivos de forte contração, finalmente voltou a crescer (2,1%), quanto pelo de Produtos Alimentícios e Bebidas (expansão intensa de 11,6% – a maior, para o mês, de toda a série histórica).

Mesmo com o crescimento em setembro/2020, a produção agroindustrial acumula queda de 2,5% no ano. Apesar da contração, é importante salientar que o setor vem se recuperando das perdas, na medida em que, até maio/2020, a contração acumulada era de 6,9%.

Com a divulgação dos dados de setembro e os sinais de recuperação do setor no terceiro trimestre do ano, o FGV Agro reviu para cima as projeções para 2020. No cenário base, espera uma contração da produção agroindustrial de 1,0%, em 2020. Essa queda é derivada da perda de dinamismo de Produtos Não-Alimentícios (-6,5%), uma vez que é esperado uma expansão significativa da produção de Produtos Alimentícios e Bebidas (4,2%).

Fonte: Assessoria de imprensa FGV Agro

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.