InícioDestaqueMercado: Milho encerrou a segunda em alta

Mercado: Milho encerrou a segunda em alta

FECHAMENTOS DO DIA 10/06

A cotação de julho24, referência para a nossa safra de verão, fechou em alta de 0,67 % ou $ 3,00 cents/bushel a $ 451,75. A cotação para setembro24, fechou em alta de 0,33 % ou $ 1,50 cents/bushel a $ 456,25.

ANÁLISE DA ALTA

O milho negociado em Chicago fechou em alta nesta segunda-feira. Em uma sessão volátil o milho conseguiu terminar o dia com pequenos ganhos. A forte alta do petróleo, os embarques semanais próximos da máxima esperada pelo mercado e a perspectiva de analistas para uma pequena redução de safra no próximo relatório do USDA deram o suporte no dia para o cereal.

Em contraponto estão, a colheita das safras brasileira e argentina e o avanço do plantio nos EUA, o que conteve maiores altas nesta segunda.

MERCADO FUTURO DE MILHO NO BRASIL
B3: Com alta no dólar e cenário internacional positivo, B3 sobe e acumula até +2,16% no setembro/24

Os principais vencimentos de milho fecharam o dia em variações positivas nesta segunda-feira (10). Traders viram a possibilidade de ganhos na alta do dólar, que alcançou R$ 5,389 na máxima e fechou cotado a R$ 5,357, em uma variação de + 0,61%. Da mesma forma, a Bolsa de Chicago exibiu ganhos de até 3,00 pontos no julho/24, encerrando o dia a US$ 4,51 o bushel.

Em outro tom, dados da Secex revelam que a média diária de embarques nestes 5 primeiros dias de junho/24 ficou em 35,0 mil toneladas, representando queda de 28,8% com relação a média diária embarcadas de junho do ano anterior, que foi de 49,2 mil toneladas.

OS FECHAMENTOS DO DIA 10/06

Diante deste quadro, as cotações futuras fecharam em variações positivas: o vencimento de julho/24 foi de R$ 58,38 apresentando alta de R$ 1,25 no dia, alta de R$ 1,00 na semana; setembro/24 fechou a R$ 62,45, alta de R$ 1,31 no dia, alta de R$ 1,96 na semana; o vencimento novembro/24 fechou a R$ 66,17, alta de R$ 1,15 no dia e alta de R$ 1,74 na semana.

NOTÍCIAS IMPORTANTES
ESTIMATIVAS PRÉ-WASDE

Pesquisas da indústria antes do relatório de oferta/demanda do USDA WASDE de quarta-feira preveem que o USDA mostrará estoques finais de safra velha de 2,009 bilhões de bushels (50,8 MT) e estoques finais de 2024/25 de 2,079 bilhões de bushels (52,81 MT, Reuters) ou 2,087 bilhões (53,01 MT, Bloomberg).

Ambos seriam inferiores aos números de maio, se realizados (POR ISSO Chicago está subindo no momento).

EUA-EXPORTAÇÃO SEMANAL 5,41% MENOR

Os volumes de milho inspecionados em portos dos Estados Unidos diminuíram na semana encerrada em 6 de junho. Os dados foram publicados nesta segunda-feira pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), em seu relatório semanal de inspeção dos embarques de grãos do país: o volume de milho foi de 1,34 milhão de toneladas, recuo de 5,41% ante a semana anterior.

CROP REPORT-PLANTIO DO MILHO NOS EUA

O plantio de milho nos Estados Unidos atingiu no último domingo 95% da área total prevista, avanço de 4 pontos porcentuais ante a semana anterior, disse nesta segunda-feira o Departamento de Agricultura do país (USDA), em seu relatório semanal de acompanhamento de safra. Os trabalhos estavam em 98% na data correspondente do ano passado e em 95% na média dos cinco anos anteriores. A agência disse que 85% da safra tinha emergido, ante 91% um ano antes e 84% na média de cinco anos. O relatório mostrou também que 74% da safra apresentava condição boa ou excelente, piora de 1 ponto porcentual em relação à semana anterior.

Fonte: T&F Agroeconômica



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)


 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares