Confira a seguir o progresso semanal das operações de campo, divulgado no dia 14/12, pela CONAB.

Para fazer o download da planilha original da Conab, clique aqui.

Soja

A semeadura da principal cultura de grãos do país, avança para 96,4% da área total estimada, se comparada ao progresso de semeadura de 2019, esta atrasada em 2 p.p.

Esta semana Goiás se junta ao Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que integram o grupo de estados que já estão com suas atividades de semeadura concluídas. O Maranhão é o estado que menos semeou com 72% porém com um avanço significativo se comparado aos 60% da semana passada, Rio grande do sul, Santa Catarina, Piauí e Tocantins já estão na reta final todos acima dos 85% da área total.

Milho 1ª Safra

Já na cultura do milho, o avanço foi de 5,2 p.p passando de 78,1% para 83,3% da área total estimada. Os estados de Minas Gerais e Paraná e Goiás, já concluíram suas atividades, Santa Catarina esta na reta final com 99%. O Piauí está no início das atividades com teve um avanço considerável nessa semana passando de 8% para 40%.

O destaque é para o inicio da colheita nos estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

Arroz

No caso do arroz, também estamos na reta final com u avanço de 3,1 p.p  passando de 82,7% para 85,8% da área total estimada,  Santa Catarina já encerrou as atividades e o Rio grande do Sul esta na reta final com 97% da área semeada. No Maranhão a semeadura não avançou e o estado continua com 15% da área total.

Algodão

As atividades de semeadura do algodão avança consideravelmente passando de 12,1% para 24,9% na última semana, um avanço de 12,8 p.p. O Mato Grosso do Sul é o mais avançado com 68%, um avanço de 30 p.p se comparado com os 38% da semana passada, já o estado de Goiás tem somente 10% da área total estimada já semeada. O Maranhão já iniciou a semeadura e já avança para 15% da área o Piauí ainda não iniciou.



Redação: Equipe Mais Soja, com informações do Progresso de Safras, CONAB

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.