InícioDestaqueMoagem de trigo aumenta 2% em 2023 no Brasil para 12.81 milhões...

Moagem de trigo aumenta 2% em 2023 no Brasil para 12.81 milhões de toneladas

O Brasil registrou moagem de 12.81 milhões de toneladas de trigo no ano passado, em 147 plantas industriais, o que corresponde a um aumento de 2% em relação ao volume de trigo moído no ano anterior. Os dados foram compilados pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo) e divulgados hoje.

Em comunicado, o Presidente-Executivo da Abitrigo, Rubens Barbosa, informou que “esta edição da pesquisa contou com um alto grau de adesão por parte dos moinhos brasileiros, que contribuíram com 90,50% dos valores apurados. O volume total de moagem de todos os moinhos, tanto associados quanto não associados à Abitrigo e os estimados, apresentou um aumento de 250.888 toneladas”.

Segundo o levantamento, três novas plantas entraram em funcionamento em 2023, representando um número maior de moinhos ativos no Brasil, quando comparado ao ano passado.

A pesquisa mostrou, ainda, que, em 2023, a extração de farinhas foi de 76% e, desse montante, a maioria das farinhas (36,1%) foi destinada para “Panificação e pré-misturas”, seguido de “Indústria de massas” (13,20%), “Embalagens de 1kg” (12,70%) e “Indústria de biscoitos” (10,10%). Além disso, o levantamento também constatou que São Paulo é o Estado que mais destina sua produção para o próprio Estado. Já o Paraná é a região que mais destina sua produção para outras Unidades da Federação.

De uma forma geral, as empresas destinam em média 88% de sua moagem à venda de produtos ao mercado e apenas 12% à integração de massas e biscoitos, informou a Abitrigo.

O levantamento divulgado pela Abitrigo também trouxe um panorama da moagem nos Estados e regiões do Brasil. A amostra do total compreende 112 empresas, as quais, juntas, respondem por 147 plantas moageiras e ilustra a distribuição regional dos moinhos e respectiva moagem, expressas em toneladas e porcentuais em relação ao total.

O Paraná continua como Estado com maior número de plantas moageiras, 44 no total, e também como o Estado com o maior porcentual de moagem do Brasil, totalizando 30% do volume nacional, o que representa aproximadamente 3.828.185 toneladas.

Em seguida está o Rio Grande do Sul, com 38 plantas e moagem de 2.170.986 toneladas, representando 17% da moagem nacional. São Paulo é o terceiro Estado em plantas moageiras, com 15 instaladas e um volume de 1.596.973 toneladas, o que representa 12% do total. Santa Catarina vem atrás, com 13 plantas e um volume estimado de 606.320 toneladas, representando 5% do trigo moído no País.

A região Centro-Oeste e os Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais têm, juntos, 17 plantas moageiras e representam 11% da moagem nacional, com 1.372.398 toneladas. Já as regiões Norte e Nordeste, juntas, têm 20 plantas moageiras e representam 25% do trigo moído no Brasil, com 3.241.946 toneladas.

“A Pesquisa de Moagem da Abitrigo é um importante referencial para a produção de farinha de trigo no País. A partir dela, podemos trabalhar junto aos nossos associados na tomada de decisões relevantes a esse elo da cadeia do trigo, garantindo resultados mais assertivos para a indústria moageira e a segurança alimentar da população brasileira”, disse Barbosa.

Fonte: Abitrigo
FONTE

Autor:ABITRIGO

Site: SNA

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares