O plantio na semana avançou oito pontos percentuais, alcançando 96% da estimativa inicial de 739,4 mil hectares. A maior parte da área a ser plantada encontra-se na regional de Caxias do Sul (Coredes Serra, Hortência e Campos de Cima da Serra), cujo plantio ocorre mais tarde, conforme zoneamento agrícola de risco climático, devido à probabilidade de geadas tardias.

A regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí (que responde por 30% da área do Estado), engloba os Coredes Alto Jacuí, Celeiro e Noroeste Colonial, onde a cultura encontra-se em final de implantação, restando áreas nos municípios onde o zoneamento se estende até 20 de julho para cultivares tardias. A semana foi de clima favorável ao desenvolvimento da cultura, principalmente pelas temperaturas baixas, coincidindo com o estádio inicial do perfilhamento.

As boas condições do tempo contribuíram para uma boa recuperação das lavouras que apresentavam germinação desuniforme, restando poucas áreas com stand abaixo do ideal. As baixas temperaturas também retardam um pouco o desenvolvimento vegetativo e impossibilitam a aplicação de herbicidas; mas a condição é ideal para uma maior emissão de afilhos, diretamente relacionados ao número de espigas. Até o início da semana, foram identificados pequenos focos de lagartas nas primeiras lavouras implantadas. Constata-se até o momento uma baixa incidência de doenças foliares.

Na regional de Santa Rosa (27% da área do Estado), que engloba os Coredes Fronteira Noroeste e Missões, a semana foi de frio e ausência de chuvas; assim, ocorreu uma melhora no aspecto geral das plantas em áreas que apresentavam manchas amareladas, secamento de pontas de folhas, doenças foliares, expressões da planta associadas às variações extremas do clima quando da implantação das lavouras (excesso de umidade, pouca insolação etc.).

As temperaturas baixas na semana favoreceram o perfilhamento. Os produtores iniciaram a aplicação de adubação nitrogenada. Com o clima seco e frio, houve redução do ataque de lagartas. Durante a semana, ocorreram aplicações de herbicidas seletivos para controle de plantas espontâneas.

Na regional de Frederico Westphalen (14% da área do Estado), que corresponde aos Coredes Rio da Várzea e Médio alto Uruguai, as baixas temperaturas e as geadas do final de semana favoreceram o perfilhamento da cultura. O tempo frio e seco contribuiu para a melhora no desenvolvimento das lavouras que estavam desuniformes em função de 25 dias sem chuvas em junho. As plantas estão em desenvolvimento vegetativo e na região não há ataques de pragas e doenças. Na última semana os produtores intensificaram o plantio devido à ausência de chuvas e boa umidade do solo.

Na regional de Passo Fundo (6,5% da área do Estado), que engloba os Coredes Produção e Nordeste, os produtores intensificam o plantio tendo em vista as boas condições de umidade e frio. Estima-se que já tenham sido plantados 90% dos 49,8 mil hectares da área estimada na região.



No escritório regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria (5,5% da área do Estado), que engloba os Coredes Central, Vale do Jaguari e Jacuí Centro, o plantio foi finalizado nos 40,7 mil hectares. As temperaturas baixas e os dias ensolarados permaneceram, favorecendo o desenvolvimento da cultura, em boa parte da qual tem início o perfilhamento. Os principais municípios produtores, com 71% da área na região, são Tupanciretã, Júlio de Castilhos, Santiago, Capão do Cipó e Jari.

Na regional de Caxias do Sul (4,0% da área do Estado), que engloba os Coredes Serra, Campos de Cima da Serra e Hortênsias, a semeadura iniciou nos Campos de Cima da Serra, última região do Estado a cultivar o cereal, e deve ganhar força nos próximos dias para ser concluída até o final de julho. As áreas da Serra semeadas em junho apresentam algumas falhas de germinação devido à falta de umidade durante o período.

Na regional de Bagé (3,8% da área do Estado), que corresponde aos Coredes Campanha e Fronteira Oeste, o plantio foi concluído em São Borja, São Gabriel, Itacurubi; em Maçambará o plantio avançou para 83% da área. Nestes principais municípios produtores, as lavouras já implantadas apresentam bom desenvolvimento, beneficiadas pelo tempo seco e frio.

Na regional de Erechim (3,3% da área do Estado), que corresponde ao Corede Alto Uruguai, o plantio foi concluído e as áreas estão com 10% em germinação e 90% em desenvolvimento vegetativo. O clima frio ocorrido durante a semana contribui para o alongamento e perfilhamento da cultura implantada.

Na regional de Soledade (3% da área do Estado), que engloba os Coredes Alto da Serra do Botucaraí e Vale do Rio Pardo, a ocorrência de frio na semana, com formação de fortes geadas, favoreceu o perfilhamento e reduziu a incidência de doenças como manchas foliares e ferrugem. A cultura está em desenvolvimento vegetativo inicial e apresenta bom desenvolvimento. No momento, os agricultores se preparam para o controle de plantas invasoras em pós-emergência e para a aplicação de adubos nitrogenados em cobertura das primeiras lavouras implantadas.

Mercado (saca de 60 quilos) 

O preço médio semanal no Rio Grande do Sul foi de R$ 40,88/sc. Esse valor é 0,29% superior ao da semana anterior.

Fonte: Emater/RS

Texto originalmente publicado em:
Informativo Conjuntural - nº 1562
Autor: Emater/RS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.