Por três votos a dois, a Anvisa manteve a decisão pelo banimento do ingrediente ativo Paraquate no Brasil, previsto para entrar em vigor a partir do próximo dia 22 de setembro, conforme as regras da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 177/2017.

Com isso, o produto não poderá ser produzido ou usado no país, assim como também ficará proibida a importação desse ingrediente ativo. A decisão foi tomada durante a 18ª Reunião da Diretoria Colegiada (Dicol), realizada nesta terça-feira (15/9).

A decisão final pelo banimento acompanha o voto do diretor Rômison Mota, que apresentou relatório e parecer sobre o assunto durante a 15ª Dicol, no dia 18 de agosto. Naquele momento, houve o pedido de vista da diretora Meiruze Sousa Freitas, retornando à pauta da reunião desta semana.

Além de Rômison Mota, votaram pelo cumprimento da RDC 177/2017 e banimento do Paraquate os diretores Marcus Aurélio Miranda de Araújo e Alessandra Bastos Soares. Os votos contrários foram do diretor-presidente, Antonio Barra Torres e da diretora Meiruze Sousa Freitas.

Fonte: Anvisa

Texto originalmente publicado em:
Anvisa
Autor: Anvisa

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.