O Produto Interno Bruto (PIB) do Agronegócio de Minas Gerais, calculado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, cresceu 5,12% em 2019, representando 36% do PIB estadual.

Segundo pesquisadores do Cepea, assim como observado no agronegócio brasileiro, o setor em Minas Gerais também foi impulsionado principalmente pelo ramo pecuário, cujo PIB avançou 8,51% no ano passado. O PIB do ramo agrícola também avançou, mas em menor intensidade: 2,07%.

Taxas de variação anuais do PIB do Agronegócio (2019/2018, valores em %) 

(de janeiro a dezembro de 2019)

Pecuária 

Segundo pesquisadores do Cepea, o excelente resultado do ramo pecuário atrelou-se especialmente ao bom desempenho das exportações de carnes, já que a demanda interna ficou enfraquecida em grande parte do ano no País.

A ocorrência do surto de Peste Suína Africana (PSA) nos países asiáticos causou forte aumento na demanda mundial por carnes, com destaque para o papel da China, e os preços internacionais das proteínas animais subiram expressivamente, o que se refletiu nos preços domésticos. O setor pecuário, tanto em Minas Gerais quanto no Brasil como um todo, reagiu ao cenário favorável e expandiu a produção dentro da porteira e na agroindústria.

Agrícola 

O resultado positivo do PIB do ramo agrícola refletiu os bons desempenhos dos segmentos de insumos, agroindustrial e de agrosserviços, enquanto o segmento primário recuou, pressionado pela cultura do café. Em termos setoriais, o destaque positivo do ramo em 2019 foi a indústria sucroalcooleira.

Clique aqui e acesse o relatório detalhado! 

Fonte: Cepea/Esalq

Texto originalmente publicado em:
Cepea
Autor: Cepea/Esalq

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.