Durante a colheita da soja, as vezes é possível visualizar plantas de soja ainda verdes em meio as demais plantas senescidas e prontas para colheita. Mas o que ocorre com essas plantas? Qual a causa desse problema?

Em vídeo o Professor Marcelo Madalosso chama atenção para o fato e explica a possível causa.

Figura 1. Planta de soja “verde” em meio as demais plantas senescidas.

Madalosso explica que em um primeiro momento, as opções nos levam a pensar em mistura varietal ou até mesmo sintomas típicos da ocorrência de Aphelenchoides spp., contudo o pesquisador destaca que não são esses os motivos. Madalosso explica que o fato também é observados em outras regiões produtoras de soja do mundo, como nos EUA, e traz imagens que demonstram similaridade de sintomas em ambas as regiões (figura 2).

Figura 2. Soja “verde” em final do ciclo de desenvolvimento da soja nos EUA e Brasil.

Segundo Madalosso, trata-se de uma virose, conhecida como Tobacco streak vírus (TSV), “estriada do Tabaco” e cujo primeiro relato de aparição no Brasil foi relatado por ALMEIDA et al. (2005).  Conforme destacado por Madalosso, os principais sintomas causados pela virose na planta são o super brotamento em “algumas axilas e no ponteiro principalmente” (figura 3) e em alguns casos o escurecimento dos racemos (figura 4).

Figura 3. Super brotamento (cachopinhas) nas axilas e no “ponteiro” de soja.

Figura 4. Escurecimento dos racemos.

Segundo Madalosso, a transmissão do TSV é realizada principalmente por Tripes, contudo, SDDODEE & TEAKLE (1987) observaram que a transmissão do TSV também pode ocorrer pelo pólen das plantas, por meio do transporte do pólen contaminado pelos Tripes, sendo estes o principal veículo de contaminação. Madalosso ainda destaca que a TSV pode ser transmitida por sementes e que é necessário cuidado para não propagar o problema a partir da utilização de sementes contaminadas.



Segundo Marcelo, é necessário atenção para separar os possíveis fatores de ocorrência da soja “verde”, contudo com base nos aspectos observados e na descrição dos sintomas encontrados no EUA por IRIZARRY, tudo indica que a principal causa da ocorrência da soja verde com os respectivos sintomas de super brotação no Brasil é o Tobacco streak vírus.

Veja também: Tripes na cultura da soja 

Confira o vídeo do Professor Marcelo Madalosso e veja suas contribuições sobre o assunto.


Se inscreva agora no Canal do Madalosso clicando aqui!!!



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedin

Foto de capa: Professor Marcelo Madalosso

Referências:

ALMEIDA, A. M. R. et al. CARACTERIZAÇÃO BIOLÓGICA E MOLECULAR DE UM VÍRUS ISOLADO DE ESTRIAS DE TABACO CAUSADO POR SOJA NO BRASIL. Fitopatol. bras. v.30 n.4 Brasília, 2005.

SDOODEE, R; TEAKLE, D. S. TRANSMISSION OF TOBACCO STREAK VIRUS BY Thrips tabach  A NEW METHOD OF PLANT VIRUS TRANMISSION. Plant Pathology, 1987.

Sobre o autor: Maurício Siqueira dos Santos, Engenheiro Agrônomo formado pela UFSM. Atualmente Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFSM e Integrante da Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.