A alta de 0,40% do dólar anulou a queda de 0,68% da cotação do milho em Chicago, nesta terça-feira. Isto, evidentemente, acendeu novos sinais de alerta junto aos grandes compradores que continuaram preocupados com a pouca disponibilidade interna. Para se prevenir, voltaram a elevar em 0,17% o preço médio do milho, em Campinas, principal referência do milho no Brasil, que avançou para R$ 47,39/saca, contra R$ 47,31 do dia anterior, elevando o acumulado do mês para o território positivo em 0,55%.

No mercado físico do Rio Grande do Sul já está sentindo falta de ofertas de grão e as pedidas são extremamente altas. As pedidas na região central do estado estão girando em R$ 43,00 a R$ 45,00/sc FOB. Na Serra, ainda mais altas, porque os negócios saíram a R$ 47,00/sc FOB.

Outra informação importante é que o pessoal já está em alerta pela possível estiagem em fevereiro e março. No Paraná, os preços do milho mantiveram os níveis mais altos conseguidos no dia anterior, com negócios reportados nas regiões Oeste e Norte entre R$ 41/42,00, assim como na região dos Campos Gerais, também de R$ 43,00 posto fábrica e R$ 42,00 de mercado futuro também posto fábrica.

No porto o preço termina a semana em R$ 40,00/saca. Preços do milho paraguaio continuam a ser competitivos no Sul do Brasil Já os milhos importados do Paraguai chegariam competitivos ao Oeste do Paraná ao redor de R$ 38,27 (R$ 38,34 anterior); ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 43,51 (43,59) e ao Extremo Oeste de SC ao redor de R$ 42,51 (42,59) /saca. O milho argentino a R$ 56,11 (56, 45) e o americano a R$ 58,27 (58, 59) no oeste de SC.

Preços do frango e suíno continuam mantendo as altas anteriores; carne bovina volta a subir levemente Com relação aos preços dos principais consumidores de milho, os preços do frango resfriado para o consumidor em São Paulo subiram expressivos 1,11%, cotados a R$ 5,46/kg, na esteira da alta dos preços da carne bovina, elevando o acumulado do mês para 4,20%.

Os preços dos suínos no Paraná também subiram fortemente, cerca de 1,96%, elevando o acumulado do mês para 5,33%. Os preços do boi gordo em São Paulo voltaram a subir novamente 0,02%, para R$ 208,95/@, contra R$208,90/@ do dia anterior, com o acumulado do mês aumentando para -9,68%.



Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.