InícioDestaquePróximos 15 dias serão marcados por chuvas em grande parte da Região...

Próximos 15 dias serão marcados por chuvas em grande parte da Região Sul e no extremo norte da Região Norte – Rural Clima

De acordo com o alerta agroclimático da Rural Clima, os próximos 15 dias devem ser marcado por chuvas em grande parte da Região Sul e no extremo norte da Região Norte. Segundo o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos, as chuvas devem retornar nas próximas semanas ao oeste de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Em parte de Goiás, no Tocantins, oeste da Bahia e leste de Mato Grosso as chuvas nas próximas semanas deverão seguir mais limitadas.

Santos afirma que o bloqueio atmosférico presente na faixa central do Brasil será rompido, favorecendo períodos de grande amplitude térmica pelo Brasil, com temperaturas mais baixas pela manhã e que se elevam durante o dia, bem como pelo retorno das chuvas.

Mais para o curto prazo, o avanço de uma nova frente fria deverá provocar chuvas neste final de semana no norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, sul do Paraná e Paraguai no final de semana. Santos afirma que essa frente fria deve avançar pelo sul do Brasil e levar chuvas irregulares ao Paraná e Mato Grosso do Sul no final de semana. “Por conta da Zona de Convergência, a região do médio norte de Mato Grosso pode ter chuvas no final de semana, assim como toda a região Norte do Brasil e a faixa litorânea da região Nordeste”, detalha.

No dia 21, uma nova frente fria chega ao Rio Grande do Sul, trazendo chuvas expressivas. Santos sinaliza que essa frente fria irá avançar e levará chuvas a Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, interior de São Paulo e sul de Minas Gerais.

No dia 26, sob influência de uma massa de ar polar, haverá resfriamento em toda a Região Centro-Sul do Brasil. Essa massa de ar polar deverá avançar e chegar até a região central do país na virada de maio para junho, mas sem risco para a ocorrência de geadas.

Com o fim do fenômeno climático El Niño, as próximas semanas serão marcadas pela neutralidade climática, o que favorece a entrada de massas de ar frio. Já o fenômeno La Niña deverá começar a atuar entre julho e agosto e, por enquanto, indica uma intensidade de fraca a moderada, o que não deve trazer grandes problemas para a safra 2024/25 em toda a América do Sul.

Estados Unidos

Santos informa que os próximos dias serão marcados por bons volumes de chuvas nos Estados Unidos, favorecendo o desenvolvimento das lavouras de milho e soja. O agrometeorologista faz a ressalva que, influenciado pelo fenômeno La Niña, as chuvas podem ficar um pouco abaixo do normal entre julho e agosto nos Estados Unidos, muito embora, de modo geral, as condições climáticas devem ser boas ao desenvolvimento da safra de grãos dos Estados Unidos 2024/25.

Autor/Fonte: Arno Baasch / Safras News



 

FONTE

Autor:Arno Baasch/Safras News

Site: Safras & Mercado

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares