O manejo de plantas daninhas assim como o manejo de pragas e doenças é imprescindível para boas produtividade de uma lavoura e com a cultura do trigo não é diferente. Tratando do controle de plantas daninhas na cultura do trigo, além do correto produto, é fundamental atentar para o momento de aplicação, de forma a diminuir eventuais danos à cultura e possibilitar o maior controle de plantas daninhas.

Em vídeo, Leandro P. Albrecht professor da Universidade Federal do Paraná e Integrante do Grupo Supra Pesquisa chama atenção para o momento de aplicação de herbicidas na cultura do trigo.

Segundo Leandro, o perfilhamento da cultura é o período ideal para a entrada com herbicidas na área de cultivo, especialmente se tratando de herbicidas hormonais os quais não se tem muita pretensão de se trabalhar no período de alongamento do trigo. “Fazer a coisa certa do jeito certo no momento certo” é fundamental para um manejo eficiente das plantas daninhas e o período de perfilhamento do trigo é um ótimo momento para a entrada com herbicidas.

Figura 1. Leandro demonstra plantas de trigo com perfilhos.

Fonte: SUPRA PESQUISA.

Além do período do perfilhamento ser importante por definir alguns componentes de produtividade do trigo e práticas de manejo ligadas a nutrição e sanidade, Leandro destaca que “esse momento também coincide com o período crítico de prevenção a interferência (PCPI) no trigo”. Período o qual AGOSTINETTO et. al, (2008) define como o momento ideal para a adoção de práticas de controle das plantas daninhas para evitar perdas de produtividade. Já os demais períodos, sendo eles o período anterior a interferência (PAI) e o período total de prevenção a interferência (PTPI) são compreendidos como o período do início do desenvolvimento da cultura em que as plantas podem conviver sem que haja perdas significativas de produtividade e o período a partir da emergência em que a cultura deve crescer livre da competição de plantas daninhas para que sua produtividade não seja afetada. O PCPI pode ser entendido também como a diferença entre o PAI e o PTPI.

Figura 2. Definição dos períodos de controle e de convivência de plantas de azevém e nabo na cultura do trigo, com base na produtividade de grãos. CAP/UFPel, Capão do Leão-RS, 2006.

¹Período anterior à interferência; ²Período crítico de prevenção da interferência; ³Período total de prevenção da interferência.
Fonte: AGOSTINETTO et. al, (2008).

Entender algumas definições como PCPI, PAI e PTPI auxiliam no manejo das plantas daninhas, possibilitando maior planejamento e menores perdas de produtividade, além disso, segundo AGOSTINETTO et. al, (2008) a determinação desses períodos evitam perdas e usos desnecessários de herbicidas.

Veja também: Uso de Regulador de crescimento na cultura do trigo

Confira o vídeo abaixo com as dicas do professor Leandro P. Albrecht.


Inscreva-se agora no canal dos Professores Alfredo & Leandro Albrecht, aqui.



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no Youtube

Referências:

GOSTINETTO, D. et. al. PERÍODO CRÍTICO DE COMPETIÇÃO DE PLANTAS DANINHAS COM A CULTURA DO TRIGO. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 26, n. 2, p. 271-278, 2008.

 

 

 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.