A semana transcorreu sem chuvas na maior parte das regiões produtoras dos Estado,
condições que favoreceram os plantios.

Nas regionais da Emater/RS-Ascar de Bagé, Pelotas, Porto Alegre e Soledade, produtores prosseguem com os plantios. Na regional de Bagé, a semana sem chuvas era esperada por produtores de arroz; porém, a umidade no solo em algumas áreas ainda é elevada. O plantio foi retomado durante a semana nas lavouras com melhor drenagem. As temperaturas mais baixas não beneficiaram a emergência rápida e uniforme das plantas. As chuvas acumuladas na última semana foram pouco expressivas e não modificaram significativamente o cenário de falta de água em algumas barragens.

Em São Gabriel, a capacidade atual de irrigação do município corresponde a 60% da expectativa inicial. Nos casos mais críticos, alguns produtores estão desfazendo as taipas por falta de água em seus reservatórios e vão destinar as áreas para o cultivo de soja. Na de Pelotas, igualmente houve uma aceleração do plantio em função da diminuição das chuvas. Já foram semeados 38.530 hectares.

Em Rio Grande, a semeadura já chegou a 40% da área de intenção de cultivo; em Arroio Grande, 21%; em Pelotas, 44% já foram semeados; e em Santa Vitória do Palmar, 49%.

Na de Porto Alegre, o predomínio de dias ensolarados e as temperaturas de amenas a altas na semana contribuíram para o avanço dos plantios e também para o estabelecimento das lavouras, que se apresentam com bom desenvolvimento vegetativo e bom estado fitossanitário. Já são realizados tratos culturais, como o controle de invasoras e de pragas, a aplicação de fertilizantes em cobertura e a irrigação. Na região de Soledade, houve avanço de plantio na semana devido à retomada dos sistemas de cultivos em solo seco, e já estão implantados 4.620 hectares.

Nas de Santa Maria e Santa Rosa,segue o plantio. Na de Santa Rosa, durante a semana foi iniciada a irrigação das primeiras lavouras. Com a previsão de chuvas, embora de pouco volume, produtores optaram por deixar as taipas abertas para não haver risco de alagamentos que causem danos às lavouras. As lavouras que estão em ponto de agulha recebem aplicações de herbicidas seletivos para garantir a menor competição com plantas espontâneas.

Mercado (saca de 50 quilos)

No levantamento semanal realizado pela Emater/RS-Ascar, o preço médio do arroz chegou a R$ 102,81/sc., com redução de 0,19% em relação ao da semana anterior.

Na regional de Bagé, o preço se manteve variando entre R$ 90,00 e R$ 107,50; na de Pelotas, entre R$ 80,00 e R$ 106,00. Na região de Santa Rosa, o preço se mantém em R$ 98,00. Na região de Porto Alegre, o arroz chegou a R$ 105,00; na de Soledade, R$ 99,50; e em Santa Maria, a R$ 98,40/sc.

Fonte: Emater/RS-Ascar

Texto originalmente publicado em:
Emater/RS-Ascar
Autor: Informativo Conjuntural - nº 1628

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.