InícioDestaqueSementes esverdeadas podem ser utilizadas para semeadura?

Sementes esverdeadas podem ser utilizadas para semeadura?

Partindo da premissa que “uma boa lavoura começa por uma boa semente”, o uso de sementes com boa qualidade fisiológica, física, genética e sanitária, é fundamental para o bom estabelecimento da lavoura e obtenção de boas produtividades de soja. Embora todos os atributos citados anteriormente exerçam importante papel no estabelecimento da lavoura, a qualidade fisiológica das sementes se destaca como principal atributo buscado em sementes de soja.

Dentre os fatores que compõem a qualidade fisiológica de sementes de soja, germinação e vigor são os principais, sendo essas, as características mais almejadas em sementes de soja de alta qualidade. Entretanto, para garantir a qualidade fisiológica de sementes de soja, é necessário adotar um manejo diferenciado na produção de sementes, impondo maior cuidado em práticas de manejo e culturais da lavoura, para reduzir a influência de agentes internos e externos na qualidade das sementes produzidas.

Além da ocorrência de pragas e doenças, uma das principais causas da perda de qualidade fisiológica das sementes de soja é o esverdeamento das sementes. Sementes esverdeadas podem ser consequência de estresses ambientais, que resultam na morte prematura ou maturação forçada da planta, podendo resultar entre outros fatores, na redução da produtividade e qualidade da soja produzida.

Sementes com coloração intensa de verde ou mesmo esverdeadas geralmente apresentam elevados índices de deterioração, que podem levar à redução da germinação, do vigor e da viabilidade de lotes de soja, impactando diretamente a qualidade fisiológica das sementes (França-Neto et al., 2016).

Figura 1. Índice de deterioração por umidade determinado pelo teste de tetrazólio em sementes de soja das cultivares Tucunaré e CD 206 com diferentes índices de sementes esverdeadas.

Fonte: adaptado de Pádua et al. (2007), apud. França-Neto et al. (2016)

Além da maior deterioração por umidade, conforme analisado por Pardo et al. (2015), quando comparadas a sementes normais, sementes esverdeadas de soja apresentam menor germinação, independentemente do tamanho da semente (tabela 1).



Tabela 1. Desdobramento da análise de variância para a primeira contagem de germinação, germinação e índice de velocidade de germinação de sementes de soja em função do tamanho e do esverdeamento das sementes.

Fonte: Pardo et al. (2015)

Reduções do vigor em função do esverdeamento das sementes de soja também foram observadas por Costa et al. (2001) para diferentes cultivares, indicando que essa é uma resposta comum ao esverdeamento, mesmo se tratando de cultivares distintas.

Figura 2. Índice de vigor determinado pelo teste de tetrazólio em sementes de soja das cultivares CD 201, BRS 138, MG/BR 46 (Conquista) e Emgopa 302 com diferentes índices de sementes esverdeadas.

Fonte: Costa et al. (2001), apud. França-Neto et al. (2012)

Tendo em vista o impacto do esverdeamento das sementes na qualidade fisiológica delas, o adequado beneficiamento é fundamental para a seleção de sementes de alta qualidade, principalmente se tratando de atributos fisiológicos. Além de afetar o estabelecimento da lavoura, sementes com baixa qualidade fisiológica pode afetar um dos principais componentes de produtividade da soja, o número de plantas por área. Sendo assim, visando a obtenção de altas produtividades, deve-se priorizar o uso de sementes com boa qualidade, não sendo aconselhado a semeadura de sementes esverdeadas.


Veja mais: SOJA ESVERDEADA – soluções práticas para o problema do campo à UBS


Referências:

COSTA, N.P., et al. EFEITO DE SEMENTES VERDES NA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v.23, n.2, p.102-107, 2001.

FRANÇA-NETO, J. B. et al. SEMENTE ESVERDEADA DE SOJA: CAUSAS E EFEITOS SOBRE O DESEMPENHO FISIOLÓGICO – SÉRIE SEMENTES. Embrapa, Circular Técnica, n. 91, 2012. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/59537/1/download.pdf >, acesso em: 31/08/2022.

FRANÇA-NETO, J. B. et al. TENCNOLOGIA DA PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA DE ALTA QUALIDADE. Embrapa, Documentos, n. 380, 2016. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/151223/1/Documentos-380-OL1.pdf >, acesso em: 31/08/2022.

PARDO, F. F. et al. QUALIDADE FISOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA ESVERDEADAS EM DIFERENTES TAMANHOS. Revista de Agricultura Neotropical, 2015. Disponível em: < https://periodicosonline.uems.br/index.php/agrineo/article/view/275/683 >, acesso em: 31/08/2022.

Foto de capa: Embrapa

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares