O relatório semanal de acompanhamento das lavouras do Deral, divulgado nesta terça-feira, registrou que o trigo plantado no Paraná está 60% bom, 31% médio e 9% ruim (na semana passada os percentuais eram 63%, 29% e 9%, respectivamente), havendo, portanto, uma leve piora de 3 p.p. nas lavouras em melhor situação. Mas, os poucos trigos já colhidos no estado apresentam-se péssimos.

As fases em que se encontram as lavouras, nesta semana, são: 24% em desenvolvimento vegetativo, 18% em floração, 41% em frutificação e (somente) 17% em maturação, o que faz prever um atraso de pelo menos duas semanas na colheita (que teria que começar em 15 de agosto).

Veja qual a situação do trigo em cada uma das regiões do estado, para planejar suas compras/vendas:



Trigos do Mercosul: Na Argentina preço FAS Teórico US$ 206,98/t e o mercado físico em US$ 205 (A$11918,7)

A pauta de referência do MAGyP-Ministério da Agricultura e Pecuária está em baixa de US$240,00 (245,00)/ton com FAS Teórico em US$206,98 (207,55). O mercado físico paga US$205-A$11918,7 (205/9450) o trigo disponível por produto de condição Câmara disponível FAS, segundo Kimei.

A posição de setembro 19 do MATba fechou em baixa de -2,0 nessa terça-feira, a US$ 190,0/t. O número de contratos em aberto subiu para 490.500 toneladas.

Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.