O fechamento misto para o trigo americano tanto na sessão quanto na semana, dá bons indícios para a tendência dos preços nas próximas semanas. Chicago, com o trigo brando de inverno, fechou essa sexta-feira em alta e um acumulado positivo de 1,78% no comparativo semanal.

Já Kansas e Minneapolis, que plantam respectivamente o trigo duro de inverno e de primavera, fecharam tanto a sessão quando a semana em queda. KC com -1,13% e MLPS -0,48% no comparativo do período.

A diferença de preço entre Chicago e Minneapolis está muito pequena para os contratos de setembro (0,20 cents de bushel) e muito alta entre Chicago e Kansas (0,82 cents de bushel). Isso demonstra o entendimento do mercado que a disponibilidade do trigo brando de inverno será menor e que o trigo de alta proteína (duro e de primavera) terá uma oferta mais abundante nos EUA na safra 2019/20.

A pressão sobre os preços de KC e MLPS também acontece pelo começo da colheita do trigo de primavera e o entendimento que os dois podem disputar mercados similares em um momento de maior oferta.

FECHAMENTOS DOS PRINCIPAIS MERCADOS

Com isto, o trigo soft de Chicago setembro fechou em alta de 0,20%; o trigo hard de Kansas City fechou em baixa de -0,36%; o trigo de primavera de Minneapolis fechou em baixa de -0,14%; o trigo para moagem de Paris setembro fechou em alta de 0,29%; o trigo forrageiro de Londres novembro fechou em alta de 1,22% e Austrália setembro fechou em estável.

Fonte: T&F Agroeconômica


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.