O Governo do Estado tem divulgado as regras do Programa Troca-Troca de Sementes, referentes à safra 2019/2020. Produtores interessados têm até o dia 21 de junho para encaminhar seus pedidos por semente de milho e sorgo. A solicitação deve ser feita no Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) ou nas secretarias municipais de Agricultura.

Regras

De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Gilberto Bortolini, o agricultor poderá solicitar até quatro sacas, que podem ser de milho e sorgo.

Para o milho, o valor total, adquirido no mercado pelo Governo, sem o subsídio de 28%, foi R$ 160,00/saca. No entanto, com o subsídio, o valor a ser pago pelo produtor será de R$ 115,00/saca. Para milho transgênico, o valor de mercado é R$ 335,20/saca, mas com o subsídio, o agricultor pagará R$ 220,00/saca.

No caso do sorgo, o valor total alcançou os R$ 136,00/saca, que baixará para R$ 97,00/saca quando for adquirido pelo produtor, por meio do Programa Troca-Troca.

Sorgo e milho têm a mesma data de pagamento, 30 de abril de 2020.



Três décadas

O Programa Troca-Troca de Sementes tem 30 anos e, atualmente, cobre 25% da área plantada de milho no Estado.

De acordo com o diretor do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria, vinculado à secretaria estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), José Alexandre Rodrigues da Silva, o Programa tem passado por “atualizações”, com o objetivo de satisfazer o produtor que deseja investir.

Dentre as inovações, Silva destacou a atenção dada à qualidade das sementes de milho, a padronização dessas sementes e a exigência feita aos fornecedores, a de que o Governo do Estado não irá aceitar semente com menos de dois anos de plantio.

Fonte: Emater/RS

Texto originalmente publicado em:
Emater/RS
Autor: Emater/RS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.