Milho vai para o seu plantio mais ambicioso em um ano de grandes incertezas

Fonte: Bolsa de Comércio de Rosário

2019 é mais um ano de crescimento para a cultura, que por 6 anos não parou de ganhar área na região central. Um mês após o plantio, há poucas decisões a serem tomadas, o aumento de 10% no campo de milho, comparado ao ano passado, é muito firme.

Como as margens são comparadas ao ciclo anterior?

Em geral, um pouco mais para os custos de fertilizantes, mas na região eles afirmam que são os mais promissores. A safra tem os melhores resultados, mesmo acima do segundo trigo/soja. E também bate primeiro na soja, que ficou para trás nas planilhas de margem.

 Mas há muita preocupação, porque nem deixa de falar ferozmente sobre financiamento, taxas, cenários futuros e o risco crescente de enfrentar plantações de investimento mais elevadas. Apesar de tudo, em 30 dias, os semeadores voltarão a cruzar a região com a intenção de materializar esse novo desafio: implantar 1,43 M de ha, mais que o dobro do que foi feito há 6 anos.

Chuvas apareceram a tempo para o trigo

Quando o trigo começou a se deteriorar, depois dos pulsos frios e das chuvas ausentes, a água retornou à região. São chuviscos de alguns milímetros, que não excedem 15 a 20 mm. Mas como as chuvas continuarão até amanhã, teremos que esperar pela contagem final.

Mas eles são muito oportunos, pois começou a mostrar amarelecimento nos lotes e uma queda na condição. Muitos lotes passaram de muito bons para bons, esta condição agora inclui 41% das pinturas. 88% é aglomerado e, se não chover, o número de perfilhos por planta começa a estar em risco. Na próxima semana, os tratamentos para ferrugem começam nas cultivares mais sensíveis.

Fonte: Bolsa de Comercio de Rosário

Caseiro sob visão de satélite

Fonte: Bolsa de Comercio de Rosario

Um novo departamento passou sob o olhar dos satélites Landsat 8 e Sentinel-2. A vez desta vez foi Caseros; no sul de Santa Fé. O estudo de classificação supervisionada com a verdade terrestre realizada na plataforma do Google Earth Engine (Random Forest) mostra poucas alterações em relação a estimativas anteriores. Destaca-se uma queda na área total de soja de 14 mil hectares. O milho segue com uma variação negativa de 7 mil hectares. Trigo que tem um ligeiro ajuste de 2.000 hectares.

Fonte: Adaptado de Bolsa de Comercio de Rosario


Texto originalmente publicado em:
Bolsa de Comércio de Rosário
Autor: Bolsa de Comércio de Rosário

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.