Em comunicado emitido no dia 22 de janeiro de 2021, a Bayer Crop Science divulgou que a comissão da União Europeia, concedeu o certificado de segurança para a importação de sementes de soja com essa tecnologia, para uso e processamento em alimentação/ração. A decisão foi publicada no Jornal Oficial da União Europeia, após longa revisão científica da European Food Safety Authority, concluída em 25 de setembro de 2019.

A tecnologia já contava com a aprovação do Ministério da Agricultura da China,  e agora avança para seu uso comercial. A soja INTACTA 2 XTEND®, é a terceira geração da biotecnologia, que a Bayer traz para o mercado Brasileiro. Esta tecnologia traz consigo, dentre outros, tecnologias para maior eficiência no controle das pragas e daninhas.

Antes dela, foram lançadas a soja com tecnologia RR (Roundup Ready™) (primeira geração), lançada em 1998 e com tolerância ao herbicida glifosato, revolucionando o manejo de plantas daninhas. Após, na segunda geração, a Intacta RR2 PRÓ®, lançada em 2013, trouxe em sua genética também uma proteção contra lagartas da soja, modificando o manejo de pragas na cultura.

Um pouco mais sobra a soja INTACTA2 XTEND®:

Para ampliar o conhecimento sobre esta nova geração, a empresa lançou  a Plataforma Intacta 2 Xtend, dedicado exclusivamente a trazer informações sobre a soja INTACTA2 XTEND® onde observamos que esta tecnologia apresenta alguns pilares de diferenciação, conforme imagem abaixo:

Fonte: Plataforma intacta 2 Xtend
Fonte: Plataforma Intacta 2 Xtend

Quer conhecer um pouco mais? Clique na imagem e acesse a Plataforma Intacta 2 Xtend.

Neste post, vamos ampliar a discussão sobre dois destes pilares: o manejo de lagartas e o manejo de plantas daninhas.

  • Controle de lagartas:

Na segunda geração, INTACTA RR2 PRO® algumas lagartas já eram manejadas:

  • falsa-medideira (Chrysodeixis includens);
  • lagarta-da-soja (Anticarsia gemmatalis);
  • lagarta-da-maçã (Chloridea virescens);
  • broca-das-axilas (Crocidosema aporema).

Agora para ampliar o espectro de controle, foram adicionadas duas novas proteínas (Cry1A.105 e Cry2Ab2) à INTACTA2 XTEND®, que, somadas à proteína atual (Cry1Ac), resultam em uma maior proteção contra as quatro pragas-alvo da INTACTA RR2 PRO® e uma proteção adicional contra duas novas lagartas: 

  • Helicoverpa armigera e; 
  • Spodoptera cosmioides.

Fonte: Plataforma Intacta 2 Xtend 

  • Controle de plantas daninhas:

A tecnologia mantem a tolerância ao herbicida glifosato e agrega uma nova opção ao manejo de plantas daninhas: a possibilidade de uso do herbicida dicamba em pós emergência, uma importante ferramenta para controle de plantas daninhas resistentes aos produtos atuais.

De acordo com a plataforma de informações da tecnologia, o dicamba possui um controle eficiente de plantas daninhas de folhas largas anuais e perenes, com ação em mais de 270 espécies, com destaque para buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto. Atualmente, entre 40 e 50% da área de soja é afetada por algum problema de resistência de plantas daninhas a herbicidas.

Gostou? Quer conhecer mais sobre esta nova tecnologia? Clique e confira.

E não esqueça: adote o refugio. Toda tecnologia, deve ser utilizada com base em Boas Práticas Agronômicas, como:

  • Dessecação pré-plantio
  • Sementes certificadas
  • Tratamento de sementes
  • Refúgio Agrícola
  • Controle de plantas daninhas
  • Monitoramento de pragas.

Quer entender um pouco mais sobre, clique aqui.

Redação: Equipe Mais Soja.



Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.