Setembro marca o início da safra de grãos 20/21, com a semeadura da soja e outros importantes cultivos. Para evitar perdas por matocompeticão, o controle de plantas daninhas deve começar antes do plantio e se estender durante todo o ciclo produtivo, especialmente na pós-emergência inicial.

“Plantar no limpo” é uma expressão comum entre os agricultores. Significa que a área a ser cultivada não tem plantas daninhas que competem por água, luz e nutrientes com a plantação. “A aplicação de herbicidas seletivos antes da semeadura é medida muito importante, especialmente indicada para os agricultores que buscam altas produtividades e realizam a prática conservacionista do plantio direto” explica Sérgio Zambon, gerente sênior de Desenvolvimento Técnico de Produto da BASF.

Finale® e Liberty®

Com a previsão de que o uso de herbicidas à base de paraquate sejam proibidos no Brasil a partir de 22 de setembro de 2020, segundo decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), os agricultores devem ficar atentos e buscar alternativas inteligentes para não ter o manejo de plantas daninhas prejudicado pela medida.

O glufosinato de amônio é apontado por especialistas como alternativa eficiente ao paraquate.

A substituição do paraquate por herbicidas como o glufosinato de amônio é uma medida eficiente e necessária em dessecações que antecedem a implantação da cultura da soja, assim como nas dessecações em pré-colheita. O glufosinato, bem posicionado, é uma ferramenta eficiente, tanto no controle de plantas daninhas de folhas largas, como de folhas estreitas”, justifica o pesquisador e professor da UFPR, Leandro Albrecht.

Finale® é uma solução à base de glufosinato de amônio para o controle de buva, capim amargoso e outras plantas daninhas de difícil controle, que apresentam resistência ou não a outros herbicidas. Na soja, Finale® é indicado para a aplicação em dessecação no pré-plantio da cultura e na pré-colheita.

Liberty® é indicado para aplicação em pós-emergência de milho, algodão e soja, desde que tolerantes ao ingrediente glufosinato de amônio.

A BASF oferece soluções integradas voltadas para as necessidades dos agricultores, auxiliando no sucesso dos cultivos e contribuindo com o seu legado. A empresa defende o manejo eficiente de plantas daninhas para aumentar ainda mais a produtividade das lavouras do país nesta safra.

Sobre a Divisão de Soluções para Agricultura da BASF

Com uma população em rápido crescimento, o mundo está cada vez mais dependente da nossa capacidade de desenvolver e manter uma agricultura sustentável e ambientes saudáveis. Trabalhando com agricultores, profissionais agrícolas, especialistas em gestão de pragas e outros, é nosso papel ajudar a tornar isso possível.

É por isso que investimos em uma forte estrutura R&D e em um amplo portfólio, incluindo sementes e melhoramento genético, proteção química e biológica de cultivos, manejo do solo, fitossanidade, controle de pragas e agricultura digital.

Com equipes de especialistas em laboratório, campo, escritório e produção, conectamos pensamento inovador e a ação realista para criar ideias do mundo real que funcionam – para agricultores, sociedade e o planeta. Em 2019, nossa divisão gerou vendas de € 7,8 bilhões. Para mais informações, visite http://www.agriculture.basf.com ou qualquer um dos nossos canais de mídia social.

Sobre a BASF

Na BASF criamos química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 117 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo.

Nosso portfólio é organizado em 6 segmentos: Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição e Care e Soluções para Agricultura. A BASF registrou vendas de € 59 bilhões em 2019. As ações da BASF são comercializadas na bolsa de valores de Frankfurt (BAS) e como American Depositary Receipts (BASFY) nos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: http://www.basf.com.

Fonte: Assessoria de imprensa BASF

 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.