O banco de sementes de plantas daninhas no solo é a principal fonte que, garante a sobrevivência e infestação de plantas daninhas. Isso acontece porque, as sementes de plantas daninhas possuem germinação assincrônica, ou seja, desuniforme ao longo do tempo, devido à dormência das sementes.

A dormência garante a longevidade da espécie naquele ambiente, garantindo que a semente permaneça viável por longos períodos. Lembrando que não são apenas as sementes que são responsáveis por futuras infestações, uma correção que temos que fazer aqui é que, no solo, estão presentes outras formas de propagação como os tubérculos, rizomas e bulbos basais.

Assim, podemos utilizar ao invés de banco de sementes, a expressão banco de propágulos do solo, para nos referir a qualquer parte da planta que é capaz de gerar um novo indivíduo. Por isso, fizemos o vídeo sobre Banco de Propágulos de Plantas Daninhas no Solo, que mostra algumas definições, a importância de conhecer o banco de propágulos e como realizar e analisar as amostras.

Gostou do vídeo? Tem mais dicas sobre banco de propágulos de plantas daninhas no solo? Adoraria ver o seu comentário abaixo!

Sobre a Autora: Ana Ligia Giraldeli. Sou Engenheira Agrônoma formada na UFSCar. Mestra em Agricultura e Ambiente (UFSCar), Doutora em Fitotecnia (USP/ESALQ) e especialista em Agronegócios. Atualmente sou professora da UNIFEOB.



 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.