Com o elevado custo de aquisição dos insumos, em especial fertilizantes e defensivos agrícolas, é fundamental que todo o recurso investido na lavoura seja aproveitado ao máximo e retorne em forma de produtividade. No último ano, alguns insumos essenciais para a produção agrícola tiveram expressivo aumento, chegando, em alguns casos, a 300%.

Figura 1. Evolução do custo de produção na agricultura, porcentagem de aumento do valor dos principais insumo utilizados na agricultura em um ano.

Levando em consideração que dificilmente o agricultor possua influência direta sobre o preço dos insumos, a adequada execução e posicionamento de práticas de manejo, bem como estratégias para reduzir custos, aumentar a produtividade e a lucratividade, é determinante para a manutenção da rentabilidade e viabilidade da agricultura. Práticas como o adequado posicionamento de fertilizantes, a exemplo da demanda de nitrogênio (N) pela soja e como proporcionar esse nutriente a níveis satisfatórios para boas produtividades, sem a adubação com N, utilizando estratégias de baixo custo como inoculação e coinoculação da soja, são essenciais para reduzir o custo de produção e garantir boas produtividades de soja.

Contudo, o manejo da fertilidade do solo, bem como a inoculação e coinoculação, não são os únicos fatores a serem analisados visando obter o melhor rendimento da lavoura e o aproveitamento dos recursos. Pensando nisso, a Equipe Mais Soja, com experiência em promover a capacitação de produtores e profissionais do Agro, preparou para você a Imersão em Soja: Custos, Produtividade e Lucratividade. Serão 4 noites de aula, AO VIVO, destacando quatro grandes áreas, visando principalmente as culturas da soja e do milho.

A Imersão em Soja ocorrerá de 5 a 8 de julho e será 100% online. É uma oportunidade ímpar para você, técnico e produtor rural, aprimorar seu conhecimento nessas grandes culturas, elevando a produtividade e lucratividade da sua lavoura, e ainda reduzindo custos de produção.

O que você irá aprender:

A Imersão em Soja ocorrerá em 4 noites, onde em cada noite, um macro tema será abordado, contemplando temas relacionados, ministrados por Profissionais referencias na área.

  • Solos: manejo da adubação:

Ministrado pelo Dr. Tales Tiecher (UFRGS), o tema irá abordar:

    • Manejo Racional dos fertilizantes;
    • Quando é possível reduzir a adubação?
    • Uso de Calcário;
    • Demanda de Nitrogênio;
    • Adubação de sistema;
    • Fertilizantes Alternativos.

Tendo em vista o elevado custo dos fertilizantes e que, não necessariamente, o aumento da dose de fertilizantes corresponda ao aumento da produtividade, aqui você irá compreender estratégias de manejo da adubação que podem contribuir para o aumento da produtividade, lucratividade, e a redução dos custos de produção, sem perder potencial produtivo.

  • Fisiologia e Manejo de Plantas:

De responsabilidade do Dr. Geraldo Chavaria (UPF), serão abordados:

    • Nutrição de Plantas;
    • Benefícios da inoculação e da coinoculação;
    • Qual a importância da arquitetura de plantas?
    • Quais as estratégias para a plantas “produzir” mais raízes?
    • Como a plantabilidade interfere na produtividade de soja e milho;
    • Hormônios vegetais e bioestimulantes.

Que tipo de planta você precisa ter em sua lavoura para obter altas produtividades? Como conduzir essa planta? Quais estratégias podem ser utilizadas para maximizar o potencial produtivo da planta? Quais as principais respostas a hormônios e bioestimulantes, e quando aplicar? Essas e outras dúvidas frequentes serão trabalhadas durante a Imersão em Soja.

  • Manejo de Plantas Daninhas:

Mestre e Doutor em Horticultura e Agronomia pela Universidade da Califórnia em Davis/CA, EUA e especialista em manejo de plantas daninhas pela mesma universidade o Dr. Rafael Pedroso (ESALQ) irá abordar o Manejo de Plantas Daninhas durante a Imersão em Soja. Serão trabalhados:

    • Quais os principais herbicidas utilizados?
    • Manejo de amargoso em soja;
    • Controle eficiente das diferentes plantas daninhas em soja e milho;
    • Manejo de caruru e buva;
    • Período de interferência, quando manejar;
    • Dessecação pré-colheita;
    • A retirada do paraquat.

Visto que plantas daninhas a exemplo de algumas espécies de caruru podem causar redução de produtividade superiores a 91% em milho e 79% em soja (Gazziero & Silva, 2017), o manejo e controle eficiente de plantas daninhas é fundamental para garantir a manutenção da produtividade e reduzir perdas produtivas. Não perca a oportunidade em aprender com que entende e é referencia no assunto.

  • Manejo de Fungicidas:

Doenças fúngicas a exemplo da ferrugem-asiática da soja, podem causar danos variando entre 10% a 90% em soja (Godoy et al., 2021), sendo assim o manejo e controle eficiente de doenças é determinante na cultura. Durante a Imersão em Soja, o Msc. Mauricio Stefanelo (Ceres Consultoria), irá auxiliar você a compreender as principais estratégias para reduzir os danos de doença em soja, abordando:

    • Análise econômica do uso de fungicidas;
    • Manejo de doenças e suas peculiaridades;
    • Quando é possível reduzir aplicações e a quantidade de fungicidas?
    • Novos fungicidas;
    • Tecnologia de aplicação;
    • Protetores e multissítios.

Serão 4 noites que poderão mudar suas perspectivas e contribuir para a redução dos custos, aumento da produtividade e lucratividade da sua lavoura. Ainda é possível interagir fazendo perguntas AO VIVO para os pesquisadores. Não perca essa oportunidade em aprofundar seu conhecimento e aprender estratégias para o aumento da sua lucratividade.

Clique aqui e garanta sua vaga na Imersão em Soja: Custos, Produtividade e Lucratividade

Referências:

GAZZIERO, D. L. P.; SILVA, A. F. CARACTERIZAÇÃO E MANEJO DE Amaranthus palmeri. Embrapa, Documentos, n. 384, 2017. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/159778/1/Doc-384-OL.pdf >, acesso em: 21/06/2022.

GODOY, C. V. et al. EFICIÊNCIA DE FUNGICIDAS PARA O CONTROLE DA FERRUGEM-ASIÁTICA DA SOJA, Phakopsora pachyrhizi, NA SAFRA 2020/2021: RESULTADOS SUMARIZADOS DOS ENSAIOS COOPERATIVOS. Embrapa, Circular Técnica, n. 174, 2021. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/225501/1/Circ-Tec-174.pdf >, acesso em: 21/06/2022.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.